Novo Coronavírus

Minas Gerais Força-tarefa fiscaliza ônibus da Grande BH contra aglomerações

Força-tarefa fiscaliza ônibus da Grande BH contra aglomerações

Protocolo firmado com 14 prefeituras aumenta poder de fiscalização do DER, que apura respeito ao distanciamento

  • Minas Gerais | Camila Cambraia, da Record TV Minas

O DER-MG (Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais) iniciou, nesta segunda-feira (26), uma operação para fiscalizar as medidas de combate ao novo coronavírus no transporte coletivo da Grande BH. A ação conta com o apoio de 14 municípios da região metropolitana de Belo Horizonte.

Dos 142 ônibus fiscalizados em Contagem, sete foram autuados. Dois deles estavam com mais de 10 passageiros em pé. Em outros dois, o dispenser de álcool em gel não estava funcionando. Nos demais coletivos, os problemas foram relacionados à manutenção dos veículos que estavam com para-brisa trincado e o letreiro inoperante.

Em março, a Prefeitura de Contagem já havia firmado um acordo com o Sintram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano) para aumentar o rigor das medidas de proteção nos coletivos. Agora, foi feito um novo acordo entre Executivo e DER, que prevê que Estado e município atuem em conjunto nas fiscalizações.

Ao menos 14 cidades já fazem parte do acordo

Ao menos 14 cidades já fazem parte do acordo

Reprodução / Record TV Minas

Segundo a prefeita Marília Campos (PT), mais de 100 veículos já foram multados. Para ela, a conscientização das empresas e dos passageiros é ainda mais importante que as autuações.

— A multa é de R$ 450 por automóvel. Mas esperamos que essa campanha de conscientização seja abraçada por todos. A população precisa exigir também. O combate à covid-19 é um dever de todos.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, conta que o acordo feito entre DER e Contagem é parecido com o que foi proposto aos outros 13 municípios. A parceria permite, entre outras coisas, que agentes estaduais fiscalizem ônibus municipais.

— O que nós fizemos é um protocolo conjunto de fiscalização dos serviços municipais e metropolitanos para aumentar a capacidade de fiscalização e, consequentemente, evitar a lotação.

Últimas