Minas Gerais Fuad Noman (PSD) fala sobre situação do transporte público em Belo Horizonte

Fuad Noman (PSD) fala sobre situação do transporte público em Belo Horizonte

Chefe do Executivo também comentou sobre revitalização do centro da capital e programas para população em situação de rua

  • Minas Gerais | Do R7

Prefeito respondeu perguntas da população

Prefeito respondeu perguntas da população

Foto/Arnon Gonçalves

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), esteve ao vivo no Balanço Geral MG desta quinta-feira (09), e respondeu perguntas de telespectadores. O prefeito falou sobre o projeto de revitalização do centro da capital mineira, a recuperação de obras, programas para as pessoas em situação de rua, a greve dos metroviários e os problemas enfrentados pelos usuários do transporte público da Grande BH. 

Sobre a greve dos metroviários, que acontece há quase um mês, Noman reforçou que se trata de um problema de competência federal, mas que tem insistido para que uma solução seja encontrada. O prefeito também falou que tem trabalhado para melhorar a mobilidade na capital mineira. 

Ao ser questionado pelo estudante Victor Hugo acerca da precariedade do transporte público, Noman reconhece que esse talvez seja um dos maiores problemas enfrentados pelos moradores de Belo Horizonte.  O prefeito reforçou, no entanto, que a administração municipal tem elaborado projetos que visam melhorar a qualidade do transporte na cidade. 

“Nós agora queremos um sistema de pagamento diferenciado. Onde pode ter menos gente dentro do ônibus, para o ônibus vir mais rápido. Essa lei está em processo final na câmara, deve ser aprovada muito rapidamente. Feito isso, melhorando esse modelo, nós vamos poder cobrar das empresas muito mais. Não pode encher o ônibus, tem que estar em boas condições e não pode demorar a passar”, disse Noman. 

Sobre Belo Horizonte ser a segunda capital com pior trânsito do Brasil, o prefeito falou que tem planejado a construção de corredores e viadutos que possibilitem a redução do tempo que o trabalhador leva para chegar ao centro da cidade. Noman ainda revelou que a Prefeitura firmou um contrato de 100 milhões de dólares com o Banco Mundial para que seja construído um corredor de ônibus na Avenida Amazonas. 

O prefeito também falou sobre o projeto de revitalização do centro de Belo Horizonte, anunciado no início da semana. “É um programa que nós vamos buscar melhorar a cidade, transformar a cidade em um lugar mais seguro e mais bonito. Trazer gente para morar no centro de Belo Horizonte. Melhorando a via Afonso Pena, a rua Sapucaí. Melhorando a segurança com câmeras muito mais modernas, com o policiamento do guarda civil. Com a recuperação de monumentos e prédios degradados”, explicou Noman. 

O prefeito ainda anunciou que nos próximos dias haverá uma coletiva de imprensa para que a prefeitura apresente as propostas voltadas à população de rua. “Nós fizemos agora uma pesquisa muito profunda com a UFMG e a Fiocruz para identificar quantos são e porque eles estão na rua. E a pesquisa ficou pronta, nós estamos agora deferindo políticas para cada coisa. Nós precisamos primeiro cuidar dessas pessoas”, disse o prefeito. 

Últimas