Novo Coronavírus

Minas Gerais Funcionários do metrô de BH dizem que manterão greve na quinta (20)

Funcionários do metrô de BH dizem que manterão greve na quinta (20)

Trabalhadores do sistema de ônibus prometem manifestação na mesma data; grupos reivindicam vacinas da covid-19

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Metroviários prometem greve nacional

Metroviários prometem greve nacional

Reprodução/ Record Tv Minas

Romeu Machado, presidente Sindimetro-MG (Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais), informou à reportagem, nesta terça-feira (18), que, por enquanto, a categoria vai manter a paralisação do metrô de Belo Horizonte prevista para acontecer nesta quinta-feira (20). O grupo reivindica uma previsão para ser vacinado contra a covid-19.

Nesta tarde, Machado se reuniu com representantes da categoria em outros Estados e de trabalhadores dos ônibus coletivos para discutir sobre o assunto.

Nesta segunda-feira (17), alguns representantes dos trabalhadores se encontraram com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD). Segundo eles, o mandatário disse que não pode garantir uma data, mas prometeu uma nova resposta em até 30 dias após fazer um levantamento do número de funcionários da categoria.

Apesar do retorno de Kalil, Romeu Machado afirma que a decisão sobre a greve dos metroviários em BH também leva em consideração a situação dos trabalhadores das outras regiões em que a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) atua.

— O movimento é nacional. A gente quer um posicionamento em todas as unidades. Em Recife e Natal, por exemplo, ainda não têm resposta. A princípio o movimentado está mantido, mas podemos suspendê-lo a qualquer momento se tivermos uma resposta.

Ônibus coletivos

Já os trabalhadores do sistema de ônibus coletivo não deve paralisar as atividades. Segundo o STTR-BH (Sindicato dos Trabalhadores em Rodoviários de Belo Horizonte e Região), a categoria vai "dar um voto de confiança" na promessa do prefeito e irá aguardar o prazo informado na reunião de ontem.

No entanto, o grupo promete realizar uma manifestação, com panfletagem sobre o assunto nas estações de ônibus nesta quinta-feira (20).

Procurada, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que "segue as orientações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde" e que o "município não tem autonomia para alterar as ordens de público prioritário indicadas pelo Ministério da Saúde, tendo assim que seguir as regras informadas para a imunização".

Ainda segundo o Executivo, a "BHTrans continuará acompanhando a movimentação e avaliando possíveis impactos na mobilidade", caso a greve seja realizada.

Últimas