Novo Coronavírus

Minas Gerais Governador de Minas Gerais afasta secretário estadual de saúde

Governador de Minas Gerais afasta secretário estadual de saúde

Romeu Zema (Novo) anunciou a saída de Carlos Eduardo Amaral após polêmica sobre fura fila entre servidores da pasta

  • Minas Gerais | Do R7

Carlos Eduardo Amaral foi afastado da secretaria de saúde de MG

Carlos Eduardo Amaral foi afastado da secretaria de saúde de MG

Divulgação / ALMG / Clarissa Barçante

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou o afastamento do secretário estadual de saúde, Carlos Eduardo Amaral, nesta quinta-feira (11). A decisão, publicada nas redes sociais, foi tomada após o inquérito aberto pelo Ministério Público para investigar a suspeita que 806 servidores da pasta teriam furado a fila de vacinação contra a da covid-19. A denúncia foi feita em reportagem da Record TV e do R7 Minas.

Na postagem, o governador mineiro disse que se reuniu com o agora ex-secretário nesta manhã, de quem ouviu esclarecimentos e recebeu a garantia que todas as ações adotadas foram técnicas e legais. Zema reafirmou a determinação que os órgãos de controle do Executivo apurem o processo de vacinação de servidores.

"Também cobrei que o secretário apresente todos esses esclarecimentos à sociedade. A vacinação é a esperança dos brasileiros e a solução contra o vírus. Manifestei meu desejo de ver vacinadas com a maior velocidade e prioridade as pessoas que estejam expostas a maior risco", escreveu Zema em uma das postagens em sua conta no Twitter.

O governador mineiro lembrou que o estado atingiu a marca de 20 mil mortes e enfatizou a necessidade de a população aumentar os cuidados para evitar a contaminação.

"Presto a minha solidariedade e meu carinho aos amigos e familiares das vítimas dessa doença tão triste. Estamos vivendo uma 2ª onda pior que a primeira, e por isso precisamos redobrar os cuidados", disse Romeu Zema.

Últimas