Queda de barragem em minas
Minas Gerais Governador Valadares volta a ter abastecimento de água nesta segunda-feira

Governador Valadares volta a ter abastecimento de água nesta segunda-feira

Cidade, com 300 mil habitantes, estava havia uma semana sem captação do recurso

Governador Valadares volta a ter abastecimento de água nesta segunda-feira

Depois de uma semana com o abastecimento de água interrompido, Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, vai voltar a captar o recurso nesta segunda-feira (16). Os rejeitos das duas barragens da Samarco que se romperam em Mariana, a 300 km de distância, deixaram os 300 mil moradores da cidade em situação de calamidade pública.

A prefeitura de Valadares anunciou que o SAAE (Serviço Autônomo de Água Esgoto) vai voltar a abastecer as casas do município nesta segunda. A previsão é de que até o fim da semana a situação esteja normalizada. O rio Doce, que foi tomado pela lama, é a única fonte de água da cidade.

Leia mais notícias de Minas Gerais no Portal R7

Experimente grátis: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

De acordo com o governo municipal, será usado um produto que consegue separar a lama para que a água volte a ser tratada e distribuída à população. O reagente se chama polímero de acácia negra. Depois de experimentado o produto, foram feitos testes, em Belo Horizonte, que asseguram a qualidade da água tratada.

A análise garantiu também que não há metal pesado na água. A turbidez da água do rio, que havia atingido 131 mil uT (unidade utilizada para medir a intensidade da turbidez da água) durante a semana, chegou a 2.400 uT no sábado. O tratamento normal acontece com níveis de turbidez em 1.000 uT.

A Samarco, empresa controlada pela Vale e pela anglo-australiana BHP Billiton, informou que, além das três estações de tratamento que atendem à cidade, irá disponibilizar uma estação móvel para auxiliar no tratamento e reabastecimento.

Além disso, duas obras de captação alternativa serão realizadas em Valadares, uma no rio Suaçuí Pequeno e outra no Suaçuí Grande, com o objetivo de prevenir a cidade de eventuais interrupções. A mineradora afirmou que forneceu 6,3 milhões de litros de água potável e 199,5 mil litros de água mineral aos moradores de Valadares.

Na sexta-feira (13), o primeiro carregamento de água que a Vale levou para a cidade precisou ser descartado. Os 260 mil litros do recurso foram transportados em vagões-tanque cedidos pela companhia e apresentavam alto índice de querosene.

    Access log