Coronavírus

Minas Gerais Governo de MG ainda não vê segurança para flexibilizar máscara

Governo de MG ainda não vê segurança para flexibilizar máscara

Representante da Secretaria de Saúde diz que não há indicadores que possibilitem a desobrigação do uso em locais abertos

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Eva foi uma das convidadas da 'Live RecordTV Minas'

Eva foi uma das convidadas da 'Live RecordTV Minas'

Fábio Marchetto/Agência Minas

O governo de Minas afirmou que ainda não é o momento de desobrigar do uso de máscara em locais abertos no estado. A informação foi divulgada pela coordenadora do Cievs-MG (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais), Eva Arcoverde, durante a Live RecordTV Minas desta quinta-feira (2).

A coordenadora reafirmou que a Secretaria de Saúde avalia a flexibilização, mas, até o momento, Minas Gerais não tem indicadores robustos que a possibilitem. Ainda segundo Eva, a cobertura vacinal da segunda dose precisaria aumentar e a incidência de casos de coronavírus teria de diminuir para que o estado evolua nesse sentido. “Neste momento ainda não é possível fazer a flexibilização. Quando tivermos uma segurança maior, iremos flexibilizar", garantiu a profissional do Cievs-MG.

A declaração vem ao encontro do que já foi divulgado pelo governador Romeu Zema (Novo), que confirmou que a flexibilização do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 será definida em janeiro. "É muito provável que continuemos com o uso da máscara. Não é recomendável que você relaxe, nesta altura do campeonato, com o inimigo quase derrotado", disse Zema na ocasião

Variante Ômicron

Além de Eva Arcoverde, a Live RecordTV Minas recebeu a médica infectologista Luana Araújo para esclarecer as dúvidas sobre a Ômicron. Atualmente, o Brasil tem três pessoas com diagnóstico confirmado da variante. Minas Gerais investiga o caso suspeito de uma africana que chegou ao país no último dia 20.

Luana afirmou que a vacinação completa e o uso de máscara continuam sendo as maiores proteções contra todas as cepas. “A vacinação com três doses é fundamental. É melhor ter alguma proteção do que não ter nenhuma. O uso de máscara é fundamental em locais em que a cobertura vacinal é baixa, em locais fechados e com alguma aglomeração”, reforçou a médica em entrevista ao jornalista Gabriel Rodrigues.

Live RecordTV Minas

A Live RecordTV Minas é realizada às quintas-feiras, das 9h30 às 10h. O programa é uma produção exclusiva da emissora para o YouTube e para o Facebook. A cada semana, uma entrevista diferente aborda temas de impacto para o estado. Veja neste link outros programas que foram ao ar.

Últimas