Governo de MG confirma morte de idosa de 82 anos por coronavírus

Óbito da moradora de Belo Horizonte foi o primeiro a ser confirmado no Estado; balanço desta segunda-feira (30) indica 261 contaminados em Minas 

Paciente estava internada em estado grave

Paciente estava internada em estado grave

Reprodução/ Redes Sociais

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou, na manhã desta segunda-feira (30), a primeira morte causada por covid-19 em Minas Gerais.

O óbito de Marlene Eunice Vanucci, de 82 anos, já havia sido adiantado pelo médico infectologista Estevão Urbano, neste domingo (29).

De acordo com a SES, a vítima morava na capital mineira, mas estava internada em um hospital particular de Nova Lima, na regiã metropolitana. A paciente apresentava quadro de febre, tosse e desconforto respiratório e precisou ser transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Ainda segundo a equipe de saúde, Marlene era diagnosticada com doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e enfermidade crônica nos pulmões.

Balanço

O novo balanço do Governo de Minas, divulgado nesta manhã, aponta que o Estado tem 261 casos confirmados de covid-19. Outras 29.724 notificações são investigadas. A SES ainda apura 23 mortes possivelmente causadas pelo novo vírus.

Leia mais: MG não esclarece se corpos de funerária serão exumados

As ocorrências confirmadas foram registradas em 31 cidades do Estado. Belo Horizonte lidera o ranking, com 163 pacientes diagnosticados

De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, publicados neste domingo (29), o Brasil tem 4.256 pessoas infectadas, sendo que 136 morreram. Com o óbito de Marlene, o número de mortes sobe para 137.

Guia com informações básicas sobre o novo coronavírus

Guia com informações básicas sobre o novo coronavírus

Arte R7

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento