Coronavírus

Minas Gerais Governo de MG desiste de comprar 400 mil doses da vacina Sputnik V

Governo de MG desiste de comprar 400 mil doses da vacina Sputnik V

Secretário de saúde disse que o governo russo não entregou imunizantes até o mês de julho e, por isso, negociação não evoluiu

Secretário anunciou que vacinas russas não chegarão a Minas

Secretário anunciou que vacinas russas não chegarão a Minas

Divulgação/Imprensa MG/Fábio Marchetto

O Governo de Minas desistiu de comprar mais de 400 mil doses de vacinas Sputnik V, produzida pelo Instituto Gamaleya, da Rússia. Uma das condições do contrato assinado junto ao Fundo Soberano Russo era de que os imunizantes contra a covid-19 deveriam ter sido entregues até o mês passado, o que não foi cumprido. 

De acordo com o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, o governo estadual foi autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a adquirir até 428 mil doses da vacina Sputnik V, suficiente para imunizar, com duas doses, 1% da população mineira. 

- Eles oficializaram que não vão negociar poucas doses. O 1% não será negociado. Eles não têm perspectiva de entrega. Diante disso, as tratativas com o Fundo Soberano em relação à compra da Sputnik não vão evoluir mais

Autorização

O Governo de Minas anunciou, no início de julho, que tinha obtido autorização, junto à Anvisa, para a compra de 428 mil doses da vacina Sputnik V, contra a covid-19. A aquisição dos imunizantes custaria R$ 22 milhões aos cofres do Estado.  

Há cerca de 15 dias, no entanto, o governo estadual já havia confirmado que desistiria do negócio, caso as doses não chegassem até julho. 

Últimas