tragédia brumadinho

Minas Gerais Governo de MG e Vale fazem 3ª reunião para tentar acordo

Governo de MG e Vale fazem 3ª reunião para tentar acordo

Estado quer indenização de R$ 54 bilhões em reparação pela tragédia de Brumadinho, mas a mineradora propôs pagar R$ 16,5 bilhões

Rompimento aconteceu no dia 25 de janeiro de 2019

Rompimento aconteceu no dia 25 de janeiro de 2019

Pablo Nascimento / R7 - 25.01.2019

O Governo de Minas e a Vale se sentam juntos pela terceira vez, nesta quarta-feira (9), para negociar uma indenização que a mineradora deverá pagar ao Estado devido ao rompimento da barragem de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Os valores não têm relação com pagamentos que a empresa deverá fazer à população atingida. Eles são referentes apenas aos danos morais e econômicos cobrados pelo Governo de Minas.

O Estado pediu R$ 54 bilhões, mas fontes que participam das negociações confirmaram ao R7 que a empresa ofereceu R$ 16,5 bilhões — menos de um terço do valor solicitado.

As duas primeiras reuniões terminaram sem acordos. Em meio à queda de braços, os atingidos reclamam da falta de participação nas discussões relacionadas ao tema. Apenas o Ministério Público, a Advocacia-Geral do Estado, a Defensoria Pública e a Vale participam do processo.

Um grupo de moradores afetados pelo rompimento preparou um manifesto que será entregue aos representantes do Governo de Minas e da Vale durante o encontro desta tarde.

No documento, os moradores afirmam que concordam com a realização do acordo, mas criticam que eles não podem opinar, como exemplo, sobre a destinação dos recursos.

O rompimento da barragem em Brumadinho completa dois aos no próximo dia 25 de janeiro. Até hoje, os corpos de 11 vítimas seguem desaparecidos. Os das demais 259 foram encontrados e identificados.

Últimas