Novo Coronavírus

Minas Gerais Governo de MG prepara plano para distribuir futura vacina contra covid

Governo de MG prepara plano para distribuir futura vacina contra covid

Embora ainda não exista medicamentos aprovados, secretaria de Saúde já orienta municípios sobre como proceder com a chegada das doses

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, Do R7

Estado aguarda aprovação de vacinas

Estado aguarda aprovação de vacinas

Dado Ruvic/Reuters

O Governo de Minas Gerais está elaborando um plano para organizar como vai ser a distribuição da aguardada vacina contra a covid-19 no Estado.

Embora ainda não haja nenhum medicamento comprovadamente eficaz para impedir a contaminação pelo novo coronavírus, o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, explicou que sua equipe já trabalha para preparar e orientar os municípios para o momento em que as doses forem liberadas.

A informação foi divulgada durante coletiva sobre a pandemia, na tarde desta terça-feira (1º).

— Estamos  preparando para quando chegar, termos condições de fornecer os insumos e distribuí-los adequadamente, além de fazer o acompanhamento após a vacina.

Segundo o secretário, mais detalhes sobre o plano serão divulgados em uma transmissão que ele irá fazer em suas redes sociais, nesta noite.

Flexibilização

Durante a coletiva, os representantes do Governo Estadual esclareceram que será anunciado, nesta quinta-feira (3), como deve ficar a situação dos municípios no Programa Minas Consciente, que regulamenta a flexibilização.

Atualmente, apenas as 54 cidades da região Nordeste estão na onda vermelha, a mais restrita. Os demais estão na fase dois (onda amarela), onde é permitido abrir bares, restaurantes e lojas de roupas.

Segundo Amaral, o RT (taxa que mede o ritmo de proliferação do vírus) tem se mantido abaixo de 1, o que é ideal para se alcançar a reduçao da pandemia. No dia 27 de agosto o índice estava em 0,95 e nesta segunda-feira (31) ele estava em 0,92.

Na avaliação do secretário, a liberação da maior parte das cidades para a onda amarela ainda não causou novo aumento de internações e de infecções.

— Entendemos que a transmissão está tendendo a se equliberar e apresentando discreta tendência a queda, o que não quer dizer que nós já podemos flexiblizar absolutamente todas as medidas de isolamento.

Últimas