Novo Coronavírus

Minas Gerais Governo de Minas anuncia 79 novos leitos de UTIs em 19 cidades

Governo de Minas anuncia 79 novos leitos de UTIs em 19 cidades

Secretaria de Saúde também vai distribuir 500 respiradores a hospitais; equipamentos foram comprados com recursos da Vale e da Samarco

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Respiradores vão ser distribuídos para prefeituras

Respiradores vão ser distribuídos para prefeituras

Reuters / Amanda Perobelli - 03/06/2020

O governo de Minas Gerais anunciou que 79 novos leitos de UTI (unidade de tratamento intensivo) vão entrar em operação, nesta terça-feira (16), em 19 cidades do interior de Minas Gerais (veja a lista abaixo).

A ampliação da capacidade dos hospitais foi divulgada pelo governador Romeu Zema (Novo) durante pronunciamento nesta tarde. Zema revelou, ainda, que 500 aparelhos respiradores vão ser repassados a prefeituras nos próximos dias.

Com as UTIs anunciadas, Minas passa a contar com 2.964 unidades de terapia intensiva. Antes, eram 1.885. Veja a lista de cidades que vão receber beneficiadas:

    • Lavras;
    • Itaúna;
    • Ipatinga;
    • Patrocínio;
    • São Sebastião do Paraíso;
    • Divinópolis
    • Ouro Preto
    • João Monlevade
    • Montes Claros
    • Coronel Fabriciano
    • Governador Valadares
    • Unaí
    • Uberlândia
    • Barbacena
    • Teófilo Otoni
    • Salinas
    • Taiobeiras
    • Lagoa da Prata
    • Conselheiro Lafaiete

Repiradores

De acordo com Zema, 450 dos 500 respiradores que vão ser distribuídos nos próximos dias aos hospitais foram comprados com recursos da Vale e da Samarco, referentes ao rompimento das barragens. Os demais foram adiquiridos com recursos do Governo Federal.

O governador explicou, ainda, que a SES (Secretaria de Estado de Saúde) vai avaliar qual será a destinação de cada equipamento. Vinte deles já têm destinado garantido para Governado Valadares e Diamantina, a 320 e 292 km de Belo Horizonte, respectivamente.

Leia também: Ocupação de leitos de UTI para covid em BH passa dos 80%

Durante a coletiva, Zema pediu que a população mantenha as medidas de isolamento social para conter a covid-19. Segundo o representante do Novo, o total de infectados tem crescido, conforme previsto pelas equipes do Governo.

— Temos hoje 13% dos leitos ocupados com casos de coronavírus. Não é mais tão confortável quanto quando tínhamos por volta de 5 a 6%. Mas lembro que nós ainda temos um bom colchão de segurança nos hospitais.

Últimas