Novo Coronavírus

Minas Gerais Governo de Minas Gerais reduz para 111 as cidades na 'onda roxa'

Governo de Minas Gerais reduz para 111 as cidades na 'onda roxa'

Macrorregião Nordeste e outras cinco microrregiões permanecem com restrições máximas contra a covid-19; veja a lista 

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Número de cidades na 'onda roxa' diminuiu

Número de cidades na 'onda roxa' diminuiu

Divulgação / Agência Minas

O Governo de Minas confirmou, na tarde desta quinta-feira (22), que reduziu de 332 para 111 o número de cidades que seguem na ‘onda roxa’ do plano Minas Consciente. A decisão vale por, ao menos, mais uma semana.

Os membros do Comitê Extraordinário Covid-19 decidiram que todos os municípios da macrorregião Nordeste mais aqueles que integram as microrregiões de Guanhães, Itabira, João Monlevade, Ouro Preto e Sete Lagoas devem permanecer com as restrições máximas do plano Estadual, que prevê apenas o funcionamento dos serviços essenciais.

CLIQUE AQUI e veja a lista de cidades que continuam na ‘onda roxa’

O Comitê também anunciou que as macrorregiões Centro (parcialmente), Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Oeste e Vale do Aço podem avançar para a ‘onda vermelha’, que já permite o funcionamento de todas as atividades comerciais, seguindo os protocolos estipulados pelo Governo do Estado.

Assim, 12 macrorregiões inteiras estão fora da ‘onda roxa’. Algumas microrregiões, como Diamantina e Patrocínio, já avançaram para a ‘fase amarela’, que permite eventos presenciais com até 100 pessoas e menor distanciamento em estabelecimentos comerciais.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas