Minas Gerais Grupo protesta contra racismo na região Central de Belo Horizonte

Grupo protesta contra racismo na região Central de Belo Horizonte

Manifestação é realizada na data em que a Abolição da Escravatura completa 133 anos; trânsito na avenida Afonso Pena ficou caótico

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Grupo fez protesto contra o racismo

Grupo fez protesto contra o racismo

Divulgação / Mirela Persichini / Assessoria Iza Lourença

Manifestantes realizaram, nesta quinta-feira (13), um protesto contra o racismo na região Central de Belo Horizonte. O ato acontece no dia que a Abolição da Escravatura completa 133 anos.

Os ativistas se reuniram às 17h na Praça Afonso Arinos, a um quarteirão de distância da avenida Afonso Pena. Neste local, algumas pessoas fizeram discursos. De lá, o grupo seguiu em direção a Praça Sete, ocupando parte da avenida Afonso Pena no sentido Mangabeiras. Segundo a BHTrans, o ato foi encerrado às 19h30.

A vereadora de Belo Horizonte Iza Lourença (Psol) foi uma das ativistas que esteve no protesto. Iza avalia que o ato, que também foi realizado em várias cidades do país, foi organizado como uma forma de evidenciar que a assinatura da Lei Áurea não deu fim ao preconceito contra a população negra no Brasil.

— Ainda hoje vivemos em um Estado embasado pelo racismo. Quando vemos o número de pessoas negras mortas pela covid, mortas em operações policiais, percebemos que o racismo não é algo que ficou no passado.

Segundo a vereadora, cerca de 100 pessoas participaram do ato. Os manifestantes levaram faixas e gritaram palavras de ordem contra o Governo Federal.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas