Minas Gerais Homem é condenado por tentar matar ex-mulher queimada em BH

Homem é condenado por tentar matar ex-mulher queimada em BH

Segundo o MP, homem pulou a janela e ateou fogo no colchão onde mulher dormia; ele nega, mas foi condenado a 4 anos 

De acordo com a denúncia, homem pulou a janela e ateou fogo no colchão onde mulher dormia

De acordo com a denúncia, homem pulou a janela e ateou fogo no colchão onde mulher dormia

Reprodução/Google Maps

Um homem foi condenado a 4 anos e oito meses de prisão, em regime semiaberto, por tentar matar a companheira queimada no bairro Santa Lúcia, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele pulou a janela da casa da vítima e ateou fogo no colchão em que sua ex-mulher dormia, em uma casa no Beco das Flores. 

De acordo com denúncia do Ministério Público, o crime só não aconteceu porque Kênia Cristina Batista Fernandes acordou e conseguiu deixar o local a tempo, antes que fosse atingida pelo incêndio.

O MP relatou, ainda, que o crime foi cometido por motivo torpe, já que o autor não aceitava o fim do relacionamento e decidiu se vingar. 

Durante o julgamento, o homem confirmou que discutiu com a mulher na noite do crime, mas negou que tenha ateado fogo no colchão da casa da ex-companheira. Ele disse, ainda, que, na hora do crime, já estava em casa dormindo. No entanto, o júri, formado por quatro mulheres e três homens, condenou o homem. 

Últimas