Minas Gerais Homem é preso por importunação sexual em bloco de Carnaval em BH

Homem é preso por importunação sexual em bloco de Carnaval em BH

Mulher notou movimentação estranha de um homem de 58 anos e segurou o agressor para que ele não fugisse; homem responderá por estupro

  • Minas Gerais | Mayara Folco, da RecordTV Minas

Crime aconteceu na avenida dos Andradas

Crime aconteceu na avenida dos Andradas

Record TV Minas/Reprodução

Um homem de 58 anos foi preso por importunação sexual contra uma mulher durante a passagem de um bloco de Carnaval no centro de Belo Horizonte. De acordo com a professora Olinda de Abreu Santos, ela estava andando com a irmã, no meio da multidão do bloco "Então, Brilha", quando as duas perceberam uma movimentação estranha.

— Eu estava com a minha irmã passando no bloco, no meio da multidão, quando a gente começou a sentir alguma coisa atrás de mim. Quando eu coloquei a mão para trás eu senti a genitália do sujeito. Nesse momento, eu virei para trás para me defender e a segurar ele, para não fugir. Outras pessoas, que eu não conhecia e estavam no bloco também tentaram me ajudar. 

O crime aconteceu quando o trio elétrico do bloco passava pela avenida dos Andradas, no hipercentro de Belo Horizonte. Outros foliões perceberam o crime e tentaram linchar o suspeito que precisou ser resgatado pela polícia.

'Então, Brilha' e 'Quando Come se Lambuza' abrem o Carnaval em BH

O homem, que não foi identificado, foi levado para a Delegacia de Mulheres e poderá responder por crime de estupro. Ele nega o crime. 

A professora incentiva outras mulheres que forem vítimas do mesmo crime a procurarem a polícia.

— A gente fica indignada, porque a gente esperava vir para o Carnaval para curtir e ficar tranquilo e não que esse tipo de coisa aconteça. Mas, infelizmente... o importante é, realmente, fazer a queixa e denunciar mesmo porque, enquanto a gente não fizer isso, por mais que demore um pouco o procedimento vale a pena a gente colocar a nossa queixa, senão vai continuar e ter outras vítimas.  

Ocorrência

A PM afirma que está preparada para atender ocorrências de abuso contra mulheres. De acordo com o sargento que atendeu a ocorrência, a Polícia Militar está espalhada nos pontos principais. 

— Pelo fato de ter muitoa aglomeração de gente, as mulheres toda vez que ntoarem a presença de autores como esse, chamar os militares para que consiga prevenir antes que aconteça o caso. ome divulgado, e negou o crime. Ele foi levado para a delegacia e poderá responder pelo crime de estupro.

Últimas