Novo Coronavírus

Minas Gerais Hospedagens na Serra do Cipó (MG) estão esgotadas para o feriado

Hospedagens na Serra do Cipó (MG) estão esgotadas para o feriado

Reabertura acontece após 2 meses de fechamento e prejuízo de R$ 9 milhões; prefeitura pede que só visite a região quem tiver com reserva

  • Minas Gerais | Akemi Duarte, Stephanie Lisboa e Vinicius Rangel, da RecordTV Minas

Belezas naturais atraem turistas para a região

Belezas naturais atraem turistas para a região

Divulgação

Mesmo em meio a pandemia de covid-19, que já causou 409 mortes em Minas Gerais, a movimentação na Serra do Cipó, paraíso nas montanhas de Minas, pertencente ao município de Santana do Riacho, na região central do Estado, promete ser grande no feriado prolongado desta quinta-feira (11).

Em respeito às medidas de isolamento social para conter o avanço da covid-19, as tradicionais pousadas da região, que estavam fechadas desde o dia 27 de março, vão poder receber turistas e já estão com as reservas esgotadas.

Leia mais: “Lembrem do isolamento”, alerta secretário de MG sobre feriado

Abertura

O decreto da prefeitura permite a abertura de academias, bares, restaurantes, pousadas, hotéis e casas de aluguel de temporada, além de igrejas, salões de beleza e barbearias. Os estabelecimentos deverão cumprir horários específicos determinados pela secretaria de saúde.

Os funcionários estão fazendo cursos de capacitação e os estabelecimentos serão vistoriados. A expectativa é recuperar parte dos R$ 9 milhões de reais de prejuízo que, segundo a associação comercial chegou a deixar os empresários receosos.

A cidade, que tem cerca de 5 mil habitantes, não registrou nenhum caso do novo coronavírus. Segundo a secretaria de Saúde, essa situação contribuiu para a liberação das atividades. 

Embora os turistas sejam bem-vindos, os tradicionais cartões-postais da cidade como parques e cachoeiras continuam fechados. A liberação também não vale para outro distrito turístico da região, Lapinha da Serra. Por lá, as atividades comerciais e a prestação de serviços não essenciais continuam suspensas.

A prefeitura faz um apelo para que só venham para região, turistas que tiverem reservas garantidas.

Veja mais: 

Últimas