tragédia brumadinho
Minas Gerais Ibama multa Vale em R$ 250 milhões por tragédia em Brumadinho

Ibama multa Vale em R$ 250 milhões por tragédia em Brumadinho

Penalidade leva em conta os danos ao meio ambiente decorrentes do rompimento da barragem de responsabilidade da mineradora

Ibama

Tragédia resultou em 5 autos de infração de R$ 50 mi

Tragédia resultou em 5 autos de infração de R$ 50 mi

RecordTV Minas

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) multou a mineradora Vale em R$ 250 milhões pelo rompimento da barragem em Brumadinho (MG). O instituto classifica o acontecimento desta sexta-feira (25) como uma "catástrofe socioambiental".

De acordo com o Ibama, a multa leva em conta os danos ao meio ambiente decorrentes do rompimento de barragens da mina Córrego do Feijão.

Até o momento, a tragédia resultou em cinco autos de infração no valor de R$ 50 milhões cada. De acordo com o Ibama, trata-se do valor "máximo previsto na Lei de Crimes Ambientais".

No final da noite de ontem, a Justiça de Minas Gerais já havia determinado o bloqueio de R$ 1 bilhão das contas bancárias da Vale. Os recursos devem ser utilizados no atendimento das vítimas, pessoas e animais, municípios e meio ambiente atingidos pelos rejeitos da barragem.

O Ibama afirma ainda que enviou equipes da coordenação de Emergências Ambientais imediatamente para Brumadinho após o primeiro alerta de rompimento da barragem.

Os agentes do órgão monitoram o avanço dos rejeitos, avaliam os danos ambientais e atuam na busca por desaparecidos e no resgate de pessoas e animais que ficaram isolados em razão do desastre. O ministro do Meio Ambiente e o presidente do Ibama participam de vistorias na região neste sábado (26).