Idosos não encontram vacinas contra a gripe em postos de BH

Em meio à pandemia do coronavírus, moradores da capital mineira relatam longas filas e rápido fim dos estoques das injeções contra a influenza

BH recebeu 100 mil doses nesta sexta-feira (27)

BH recebeu 100 mil doses nesta sexta-feira (27)

Erasmo Salomao/Ministério da Saúde

Cinco dias após o início da campanha de vacinação contra a gripe, idosos já têm dificuldade de encontrar o medicamento em postos de saúde de Belo Horizonte. Um levantamento realizado pelo R7 mostra que os estoques estavam zerados até o final da tarde desta sexta-feira (27) em ao menos 14 unidades.

Segundo funcionários destes centros de saúde, a previsão é que as injeções cheguem até a próxima segunda-feira (30). No entanto, o número de postos afetados pode ser maior, já que a reportagem não conseguiu contato com 68 das 157 unidades espalhadas pelas nove regionais da capital mineira.

Roberto Alves Coelho, de 62 anos, morador do bairro Céu Azul, na região da Pampulha, já não encontrou a vacina nesta quarta-feira (25). O aposentado conta que encontrou uma longa fila no posto de saúde do bairro e, no meio dela, soube que não seria atendido.

— Estava muito cheio e as pessoas mal sabiam informar quando iria chegar mais vacinas.

Novas doses

A secretária municipal adjunta de Saúde, Taciana Malheiros, explica que os centros de atendimento estão sendo abastecidos, mas a grande procura, devido às ações de combate ao coronavírus, faz com que as injeções se esgotem rapidamente.

Além disso, as doses estão sendo repassadas escalonadamente pelo Ministério da Saúde, uma vez que houve o adiantamento do calendário da campanha. Segundo a representante da prefeitura, a cidade recebeu nesta manhã 100 mil doses que já estão sendo distribuídas.

— A partir de segunda-feira [30] todos os postos já estarão supridos. Nenhuma pessoa do grupo de risco vai ficar sem tomar a vacina porque há esse compromisso do Ministério da Saúde.

O balanço feito pela reportagem mostra, também, que em quatro postos que receberam a nova remessa nesta sexta, as doses acabaram em menos de duas horas. De acordo com funcionários, nestes locais não há previsão para outra reposição.

A campanha contra a influenza vai até 22 de maio. Inicialmente serão imunizadas as pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde. A partir de 9 de maio quem tem doenças crônicas será incluído na lista.

Segundo a prefeitura de BH, além da rede de postos de saúde da cidade, outros 40 pontos de vacinação foram criados em escolas e igrejas para atender a população. O município também fez uma parceria com a Drogaria Araujo, que vai aplicar o medicamento gratuitamente em idosos. Para isto, senhas precisam ser retiradas nas lojas, das 8h às 14h.