Novo Coronavírus

Minas Gerais "Infelizmente, não temos previsão", diz Zema sobre volta às aulas

"Infelizmente, não temos previsão", diz Zema sobre volta às aulas

Governador recorreu na Justiça para que professores voltem ao trabalho; ideia era retomar atividades não-presenciais a partir de 11 de maio

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Escolas estão fechadas desde 22 de março

Escolas estão fechadas desde 22 de março

Reprodução/Google Maps

As aulas da rede pública estadual, interrompidas no dia 22 de março, ainda não tem data para retornar, segundo o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Em entrevista coletiva, ele criticou o Sind-UTE (Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais), que conseguiu uma liminar na Justiça para que os servidores não retornassem ao trabalho.  

— O sindicato conseguiu uma liminar que afasta todos os servidores, inclusive do teletrabalho e trabalho à distância, que eu julgo descabido. A grande maioria das pessoas está fazendo trabalho à disntacia, inclusive as categorias do Estado. Nós recorremos e esperamos conseguir retomar as aulas não-presenciais.

Governador de MG não vê risco para professores em retorno ao trabalho

O plano da Secretaria de Estado de Educação era retomar as aulas de forma não-presencial a partir de 11 de maio. Um dos recursos utilizados seria a produção de teleaulas, transmitidas pela Rede Minas, a rede de TV estatal.

"Por meio da iniciativa, os estudantes terão acesso aos conteúdos das disciplinas que, historicamente, apresentam mais dificuldade. Entre 7h30 e 11h30 serão teleaulas gravadas e de 11h30 até 12h30 haverá um momento de conteúdo ao vivo com interação", informou a secretaria, por meio de nota.

Ainda segundo Zema, os alunos poderão ter acesso aos conteúdos por meio da internet, da TV e mesmo buscando material na própria escola. 

— Queremos que esses alunos sejam o menos afetados possivel. Educação é importantíssimo e um ano perdido é um ano a mais que a pessoa ficará na escola, que ele acaba sendo um ônus para a família e queremos que o que foi perdido nesse ano seja recuperado.

Críticas ao PT

O governador Romeu Zema ainda aproveitou para criticar a gestão anterior, comandada pelo petista Fernando Pimentel. Segundo ele, sua gestão tem se esforçado para que Minas "recupere a posição que perdeu durante o governo PT". 

— No governo PT, Minas saiu das primeiras colocações do Ideb para 13º, 14º lugar. Minas sempre foi bem posicionado na educação, mas com o PT afundou. O Ideb de meados do ano deve sinalizar uma recuperação do Estado e esse processo vai continuar.

Últimas