Instituto Inhotim distribui repelente ao público contra Febre Amarela 

Instituição informou que público está estável

Frascos foram colocados em restaurante e outros pontos
Frascos foram colocados em restaurante e outros pontos Divulgação

O Instituto Inhotim disponibilizou ao público repelentes contra os mosquitos transmissores da Febre Amarela. Os frascos foram estrategicamente colocados em pontos estratégicos do cartão-postal de Brumadinho, na Grande Belo Horizonte, onde ocorreu a primeira morte pela doença em Minas Gerais em 2018.

Há exatamente uma semana, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) orientou o Instituto a suspender a visitação. A direção do Inhotim, no entanto, informou que manteria as portas abertas e adotaria medidas para evitar a presença dos transmissores no local.

Leia mais notícias no R7

Uma das medidas foi disponibilizar frascos com repelente. Foram colocados, por exemplo, nos restaurantes, banheiros e próximos às obras de artes.

Segundo o Instituto, a visitação ao local se mantém estável, apesar da notícia de que um morador da área rural de Brumadinho foi a primeira vítima do ano de Febre Amarela. Na quarta-feira passada (10), quando a visitação é gratuita, 4.300 pessoas foram ao Inhotim.