Minas Gerais Jovem de 18 anos morre após acidente em piscina de clube de BH

Jovem de 18 anos morre após acidente em piscina de clube de BH

Larissa Ricardo de Souza chegou a ser internada, mas morreu 24 horas depois; clube foi interditado por não controlar a entrada de banhistas

  • Minas Gerais | Raquel Rocha, da Record TV Minas

Morreu, na manhã desta segunda-feira (5), a jovem que se afogou durante o fim de semana em um clube no bairro Santa Efigênia, na região Leste de Belo Horizonte. O espaço de lazer estava lotado e foi interditado pela Polícia Militar.

Larissa Ricardo de Souza, de 18 anos, era moradora do Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ela estava no clube junto com o namorado quando se afogou, no último domingo (4). Desacordada, ela foi retirada da piscina por um salva-vidas que atua no local e os primeiros socorros foram prestados por policiais militares que estavam na região.

Jovem morreu após se afogar em piscina de clube

Jovem morreu após se afogar em piscina de clube

RecordTV Minas

Paramédicos do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram reanimar a jovem por mais de 15 minutos. A jovem chegou a ficar internada no Hospital João 23, mas não resistiu e morreu cerca de 24 horas depois de ser resgatada.

Segundo o sargento Cássio Johny, os policiais já encontraram a vítima fora da piscina.

— Ele [o namorado] informou que a jovem tinha passado a noite fazendo uso de drogas. Infelizmente, com essa coincidência, ela foi vítima do afogamento horas depois.

Veja: Clube em BH é interditado após festa com centenas de pessoas

Vídeo da PM mostra pessoas aglomeradas em clube

Vídeo da PM mostra pessoas aglomeradas em clube

RecordTV Minas

Interdição

O clube foi interditado pela Polícia Militar por violação sanitária. Segundo a corporação, o clube estava lotado, sem controle de entrada e saída de pessoas e sem respeitar as medidas de isolamento social. Os agentes informaram que, no mesmo dia, apreenderam duas motos no local, sendo uma delas com um boletim de queixa-furto em aberto.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que tem feito rondas para fiscalizar o cumprimento das medidas de isolamento social e ressaltou que a população deve denunciar o funcionamento indevido de estabelecimentos e a existência de aglomerações. Procurada, a administração do clube disse que não irá se pronunciar.

Últimas