Minas Gerais Jovem é condenado a 19 anos de prisão por morte da namorada

Jovem é condenado a 19 anos de prisão por morte da namorada

Denúncia aponta que o acusado pagou R$ 5 mil pelo assassinato ocorrido em BH; investigado diz que foi motivado por traição

  • Minas Gerais | Giovana Maldini*, do R7

Isabela foi morta em setembro de 2019

Isabela foi morta em setembro de 2019

Reprodução / Record TV Minas

O suspeito de contratar dois adolescentes e um homem para matar a namorada de 21 anos no bairro Santa Amélia, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado e corrupção de menores.

Rafael Vargas Nunes já estava preso desde 7 de setembro de 2019 pelo crime, que aconteceu no dia anterior. Na época, ele tinha 26 anos. A vítima, Isabela Gentil Reis Costa da Silveira, teria tentado terminar o relacionamento alguns dias antes do crime.

Acusações

Nunes teria contratado três pessoas, entre elas dois menores, para matar a companheira por R$ 5 mil. Em seu depoimento, o suspeito assumiu que foi o mandante do crime e que teria contratado um homem após descobrir uma traição da namorada, mas negou ter pagado os menores.

Segundo a Justiça, o condenado afirmou que os adolescentes foram contratados pelo homem pago por ele. Um carro roubado, com placa adulterada, teria sido usado no dia do crime, mas o suspeito negou a acusação de adulteração de veículos.

Veja: Polícia prende ex-secretário suspeito de matar a ex-namorada

De acordo com o Tribunal de Justiça, o suspeito afirmou que está arrependido do que fez. O homem respondeu ao processo preso e teve o pedido de recorrer em liberdade negado. A reportagem tenta contato com a defesa do condenado.

Entenda o caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público, a namorada do suspeito, com quem tinha um filho de 6 meses, foi morta a tiros no dia 6 de setembro de 2019, na porta de uma loja alugada por ela.

A microempreendedora Isabela Gentil Reis Costa da Silveira era dona de uma loja de venda de seguros para veículos. Imagens de câmeras de segurança mostram dois suspeitos do crime procurando a vítima em um estabelecimento vizinho, na época do ocorrido.

De acordo com as investigações, Isabela estaria sozinha no escritório, onde havia uma porta de grades fechada. Os suspeitos chegaram no local e, ao atender a dupla, a empresária foi atingida com um tiro no rosto.

Relembre mais detalhes sobre o caso:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas