Minas Gerais Jovem é suspeita de denunciar falso estupro para ganhar seguidores

Jovem é suspeita de denunciar falso estupro para ganhar seguidores

Internauta relatou que teria sido vítima do crime após sair de uma festa em Ipatinga (MG), mas confessou ser mentira após ser questionada pela polícia

  • Minas Gerais | Luiz Gustavo, da Record TV Minas

Uma jovem de 21 anos irá responder na Jusitça por comunicação de falso crime após inventar que teria sido vítima de violência sexual em Ipatinga, a 234 km de Belo Horizonte. Segundo a polícia, a jovem criou a história para ganhar seguidores nas redes sociais. 

Segundo a PM (Polícia Militar), a jovem publicou um vídeo no Instagram, na última segunda-feira (21), contando que havia sido agredida e estuprada por um motorista de trasnporte clandestino depois uma festa em um hotel na cidade do Vale do Aço.

Ainda no vídeo, ela apareceu com supostas marcas das agressões e de sangue pelo rosto, chorando e relatando o que havia acontecido, mas que, segundo a PM, se tratava de uma maquiagem que ela tinha feito.  

De acordo com a corporação, a jovem foi até uma unidade de saúde da cidade para receber atendimento médico após o suposto estupro.

A PM informou que assistiu cenas do circuito interno de segurança do hotel, foram até a rodoviária da cidade, conversaram com prováveis testemunhas, mas não encontraram nenhum indício de quem poderia ser o suposto agressor. 

Acusada usou as redes sociais para contar sobre o caso

Acusada usou as redes sociais para contar sobre o caso

Reprodução/Record TV Minas

Enquando a PM fazia as buscas, a jovem continuava relatando tudo que acontecia nas redes socais, como imagens dela na unidade de saúde, imagens da ajuda policial, além de falar que estava passando bem e que agradecia o apoio dos seus seguidores. 

Segundo os policiais, havia divergências nos relatos da jovem, o que levantou a suspeita dos militares. Após ser pressionada pelos agentes e também pela família, a jovem confessou que inventou a história para ganhar mais seguidores nas redes sociais. 

Segundo relatos de amigas à policia, a jovem já saiu de uma festa em que estavam dizendo que iria inventar o crime para ficar famosa. Ainda segundo as colegas, a inspiração veio de outra amiga que teria inventado história parecida.

De acordo com a delegada da Polícia Civil de Ipatinga, Amanda Pereira, a jovem será processada criminalmente por comunicação de falso crime.

— Quem é vítima mesmo de abuso, de estupro, sabe o quanto é traumático passar por essa situação. Por isso que o Estado pune quem faz uma alegação falsa desse tipo.

Procurada pela reportagem, a jovem disse alegou só vai se pronunciar sobre o assunto com seus seguidores após toda situação ser esclarecida.

Últimas