Minas Gerais Justiça absolve e determina internação de agressor de Bolsonaro

Justiça absolve e determina internação de agressor de Bolsonaro

Em decisão publicada nesta sexta (14), o juiz federal Bruno Savino diz que Adélio deve ser internado por tempo indeterminado

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Adélio foi declarado inimputável

Adélio foi declarado inimputável

Folha de Pernambuco

A Justiça Federal determinou que Adélio Bispo de Oliveira, autor da agressão contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha eleitoral no ano passado, seja internado por tempo indeterminado. 

Conforme decisão do juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal de Juiz de Fora, Adélio foi absolvido por modo impróprio, já que sofre de transtorno delirante persistente e, portanto, não pode ser punido com a prisão. 

A internação deve durar ao menos três anos, quando Adélio passará por uma nova perícia médica que irá decidir se há ou não periculosidade. 

A sentença assinada pelo juiz Savino ainda determina que o agressor continue detido na Penitenciária Federal de  Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso, onde está preso. Adélio passará por tratamento no local.  

Facada

Bolsonaro foi agredido durante um evento de campanha em uma rua de Juiz de Fora, a 260 km de Belo Horizonte, no dia 6 de setembro do ano passado. Ele sofreu uma facada no abdômen quando estava sendo carregado em meio a uma multidão e foi encaminhado para a Santa Casa de Juiz de Fora e, depois, para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. 

Últimas