Minas Gerais Justiça absolve mãe e padrasto acusados de matar bebê em BH

Justiça absolve mãe e padrasto acusados de matar bebê em BH

Casal foi absolvido pelo Tribunal de Júri após serem acusados de agredir e asfixiar bebê de 9 meses no início do ano passado

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Casal foi absolvido pela Justiça

Casal foi absolvido pela Justiça

Divulgação / TJMG / Marcelo Almeida

O 1º Tribunal do Júri de Belo Horizonte absolveu nesta sexta-feira (6), um homem e uma mulher acusados de matar um bebê de apenas nove meses de idade em Belo Horizonte. O caso aconteceu em janeiro de 2020. 

Com a absolvição, a Justiça determinou a soltura dos réus. A sentença foi assinada pela juíza Myrna Fabiana Monteiro Souto. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais, entre os dias de 10 e 11 de janeiro de 2020, Josiane Manoela Mendes Naum e Luiz Phillipe Pereira Lima agrediram as regiões da cabeça, tóraz e abdômen da bebê Heloisa Ester Barbosa Mendes Naum de Deus. Ainda segundo a denúncia, ambos teriam asfixiado a bebê, "produzindo as lesões que foram a causa eficiente de sua morte". A criança morreu quase quatro meses depois, no dia 1º de maio. 

Ainda de acordo com o MP, os acusados são a mãe e o padrasto da criança, que tinham um relacionamento amoroso e "faziam uso imoderado de bebida alcoólica e substâncias entorpecentes e impunham à vítima um cenário de violência doméstica familiar".

Últimas