Minas Gerais Justiça autoriza demolição parcial de viaduto que desabou em BH e trabalho começa hoje

Justiça autoriza demolição parcial de viaduto que desabou em BH e trabalho começa hoje

Prefeitura de Belo Horizonte vai preservar parte da construção para perícia

Justiça autoriza demolição parcial de viaduto que desabou em BH e trabalho começa hoje

Devem começar na manhã desta segunda-feira (7), os trabalhos de demolição do viaduto Guararapes, que desabou em Belo Horizonte, na av. Pedro 1º, na última quinta-feira (3). A Justiça mineira voltou atrás e autorizou a demolição parcial da construção. A decisão foi tomada pelo desembargador Adilson Lamounier e divulgada na noite do último domingo (6), pela Prefeitura de Belo Horizonte. Duas pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas na tragédia.

A Procuradoria do Município, o Ministério Público e a Polícia Civil já foram informados. O procedimento de retirada dos escombros será feito bloco a bloco, já que a hipótese de implosão foi descartada. Parte da área será preservada, segundo solicitação da perícia da Polícia Civil.

Leia mais notícias no R7 MG

Doações eleitorais de construtora de viaduto subiram de R$ 10 mil a R$ 2 milhões ao ganhar licitação

Reviravolta

Na noite de sábado (5), a Cowan, empresa responsável pela obra, divulgou que havia sido autorizada a começar a demolição, que seria feita das 8h às 22h deste domingo. No entanto, horas depois o TJ (Tribunal de Justiça), impediu a remoção e especificou que o trabalho só poderia começar quando todos os órgãos competentes garantirem a segurança da operação.

Além da Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar terão que manter equipes no local para auxiliar o trabalho da perícia da Polícia Civil.

Sem pressa

Enquanto as causas do acidente ainda não são esclarecidas — engenheiros apontam que um pilar afundou seis metros, cujas razões são investigadas —, o coronel Alexandre Lucas Alves, comandante da Defesa Civil municipal, afirmou que a demolição não pode ser "feita às pressas". Há a preocupação da liberação do trânsito até terça-feira (8), quando Brasil e Alemanha se enfrentam no Mineirão. A 5 km do estádio, o ponto é uma das alternativas de passagem dos torcedores que saírem do aeroporto de Confins.

A implosão da estrutura foi descartada. Segundo garantiu o secretário municipal de Obras, José Lauro Terror, o viaduto será demolido em blocos. A ação, assim que for autorizada, deve durar 24 horas.