Minas Gerais Justiça bloqueia bens de mineradora responsável por barragem que se rompeu em Itabirito (MG)

Justiça bloqueia bens de mineradora responsável por barragem que se rompeu em Itabirito (MG)

Empresa disse que vai recorrer da decisão juducial

  • Minas Gerais | Do R7 com Record Minas

A Justiça bloqueou os bens dos sócios e da Mineradora Herculano, responsável por  uma barragem que se rompeu em Itabirito, na região central do estado. A liminar, proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais, tem o objetivo de garantir a recuperação e a indenização dos danos causados pelo acidente.

No início do mês, uma barragem se rompeu e causando a morte de doiss trabalhadores e deixando um desaparecido. Segundo o Ministério Público, o fato decorreu de irregularidades na gestão ambiental da empresa e da disposição ilegal de rejeitos em local que deveria estar desativado.

Para o órgao, os impactos do incidente não foram completamente contidos e há riscos de agravamento do desastre ambiental. A medida requerida seria então para garantir os recursos necessários à reparação dos prejuízos.

A Mineradora Herculano disse que vai recorrer da decisão e que a manutenção do bloqueio de bens poderá até mesmo inviabilizar a execução de algumas medidas de emergência e segurança que estão sendo implementadas por orientação dos órgãos de fiscalização.

Leia mais notícias no R7 MG

Ao todo, oito trabalhadores foram soterrados no acidente, sendo que cinco foram socorridos com vida e encaminhados a hospitais do Estado. Três operários morreram, sendo que um permanece desaparecido. As vítimas trabalhavam na manutenção da barragem de rejeitos da Herculano Mineradora quando houve o deslizamento. A mina da empresa na região está ativa, mas a barragem já estava desativada. 

Últimas