tragédia brumadinho
Minas Gerais Justiça bloqueia mais R$ 5 bilhões da Vale a pedido do Ministério Público

Justiça bloqueia mais R$ 5 bilhões da Vale a pedido do Ministério Público

Ação tem o objetivo de garantir a adoção de medidas emergenciais e a reparação de danos ambientais decorrentes do rompimento da barragem

Brumadinho

Ontem, a Vale já teve R$ 1 bilhão bloqueado pela Justiça

Ontem, a Vale já teve R$ 1 bilhão bloqueado pela Justiça

Pablo Nascimento/R7 MG

A Justiça de Minas Gerais acatou pedido do MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) e determinou o bloqueio de mais R$ 5 bilhões da mineradora Vale, diante de rompimento de barragem da companhia em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Em nota, o MP afirmou que a ação tem como objetivo garantir a adoção de medidas emergenciais e a reparação de danos ambientais decorrentes do rompimento da barragem da mina Feijão, na tarde de sexta-feira (25).

"A decisão impõe ainda que a empresa adote, de imediato, todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade da barragem VI do Complexo Mina do Feijão", disse a nota.

"Em sua sentença, a juíza Perla Saliba Brito aponta como inconteste o dano ambiental causado pelo rompimento da barragem e como irrefutável a premência de se efetivar medidas emergenciais para salvaguardar a comunidade local e assegurar a recomposição dos prejuízos causados."

No final da noite de ontem, a Justiça de Minas Gerais já havia determinado o bloqueio de R$ 1 bilhão das contas bancárias da Vale. Os recursos devem ser utilizados no atendimento das vítimas, pessoas e animais, municípios e meio ambiente atingidos pelos rejeitos da barragem.

Neste sábado, foi a vez do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) aplicar uma multa de R$ 250 milhões à mineradora pelo rompimento da barragem.