Coronavírus

Minas Gerais Lista de vacinados na Assembleia de MG tem mais de 20 estagiários

Lista de vacinados na Assembleia de MG tem mais de 20 estagiários

Ao todo, 55 servidores do setor de saúde do Legislativo foram vacinados contra a covid; todos os nomes serão investigados

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com Enzo Menezes e Ezequiel Fagundes, da RecordTV Minas

Servidores foram vacinados na Assembleia

Servidores foram vacinados na Assembleia

Divulgação

Ao menos 20 estagiários que trabalham no setor de saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais foram vacinados contra a covid-19.

Uma lista com nomes de 55 servidores, entre médicos, enfermeiros, psicólogos, dentistas e recepcionistas foi encaminhada pelo presidente da Casa, deputado Agostinho Patrus (PV) à CPI dos Fura-Filas, que investiga irregularidades no processo de vacinação de servidores do Estado. 

Os estagiários estão lotados na Gerência-Geral de Saúde Ocupacional e alguns foram contratados para ficar na entrada dos prédios e medir a temperatura de deputados e servidores que trabalham no Legislativo. 

Investigação

De acordo com o presidente da Assembleia, Agostinho Patrus, a lista com os nomes dos funcionários do setor de saúde da Casa foi encaminhada pelo Diretor-Geral do Legislativo. 

"Ela será encaminhada à CPI dos fura-filas da vacinação para sabermos se receberam o imunizante de forma devida e de acordo com os critérios estabelecidos pelo Min. da Saúde", afirmou Patrus em postagem em uma rede social.

Escândalo

As denúncias de eventuais irregularidades no processo de vacinação em Minas Gerais começaram na Secretaria de Estado de Saúde e levaram à exoneração do então secretário Carlos Eduardo Amaral. O número 2 da pasta, Marcelo Cabral, também foi demitido. Ao todo, 828 servidores do administrativo foram imunizados. 

Nesta semana, a pasta também divulgou uma nova lista, com nomes de 1.852 servidores de 27 Superintendências Regionais de Saúde que também foram vainados no interior do Estado. Dentre eles estão incluídos 132 servidores que estavam trabalhando em "home office". 

As listas estão de posse da CPI dos Fura-Fila, como foi batizada a Comissão Parlamentar de Inquérito aberta pela Assembleia para investigar o caso. 

Outro lado

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais respondeu, por meio de nota, que a Gerência-Geral de Saúde Ocupacional é a área responspavel pelo atendimento de saúde aos públicos internos da Assembleia, que são realizados nas dependências do Legislativo, "especialmente em situações de urgência e emergência". 

Ainda de acordo com a Casa, cerca de 6.000 pessoas circulam diariamente no local. 

Confira a nota na íntegra:

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais, por intermédio da sua Gerência-Geral de Saúde Ocupacional (GSO), vem prestar esclarecimentos sobre o processo de vacinação dos profissionais do setor contra a covid-19.

A GSO, a exemplo do que ocorre em diversas outras instituições, é a área responsável pelo atendimento de saúde aos públicos internos da Assembleia. Esse atendimento é realizado nas
dependências do setor na ALMG, especialmente em situações de urgência e emergência, além da realização de perícias e programas de promoção e prevenção da saúde. O contingente de público que circula na Casa diariamente contempla mais de 6.000 pessoas, entre deputados, servidores, demais colaboradores e visitantes.

A fim de atender aos diversos âmbitos da saúde, a GSO conta com uma equipe multidisciplinar,
composta por 55 pessoas, incluindo profissionais das áreas de medicina, enfermagem, odontologia, psicologia e serviço social, além de pessoal de apoio responsável pela central de recepção do setor e pela higienização das dependências da área. Essa equipe é composta por servidores efetivos e comissionados, estagiários e trabalhador terceirizado, de acordo com definição da Gerência de Saúde.

Uma vez que a Assembleia manteve o funcionamento de suas atividades durante toda a pandemia de covid-19, o serviço de atendimento à saúde prestado pela GSO também continuou sendo realizado de forma presencial nesse período. Mais que isso, o trabalho da área sofreu um aumento significativo, tendo em vista que coube às equipes do setor não apenas estabelecer e monitorar os protocolos de saúde do Plano Assembleia Segura, como atender, orientar e acompanhar todos os casos suspeitos e confirmados ocorridos na Casa.

Uma das medidas instituídas pelo Plano Assembleia Segura foi a obrigatoriedade de medição de
temperatura em todos os prédios e entradas da ALMG. Em função disso, a GSO precisou
providenciar a disponibilização de estagiários, em quantidade suficiente para cobrir todos esses
locais, durante a jornada de funcionamento da Casa. Essas equipes, além de fazer a aferição da
temperatura corporal de servidores e visitantes, são responsáveis por orientar e encaminhar ao setor médico aquelas que apresentem índices superiores ao permitido.

Segundo o Gerente-Geral de Saúde Ocupacional, Dr. Marcus Vinicius Pereira, “considerando que o trabalho da GSO se dá na linha de frente de atendimento direto às pessoas, incluindo o contato com os casos de covid-19, o que se enquadraria, portanto, nos critérios de priorização das autoridades de saúde, o setor entendeu necessário verificar a possibilidade de vacinação de seus profissionais, como forma de reforçar a segurança das equipes e dos públicos atendidos”.

Para tanto, em janeiro de 2021, foi feita solicitação nesse sentido à Secretaria Municipal de Saúde, reiterando o entendimento de que a atividade realizada pela GSO estaria contemplada na
priorização estabelecida pelo Ministério da Saúde. Houve resposta positiva no sentido de incluir os profissionais da GSO na sequência do programa de vacinação da Prefeitura de Belo Horizonte.


A primeira dose foi disponibilizada a partir do dia 26 de fevereiro, ficando a cargo de cada profissional dirigir-se ao posto de vacinação indicado pela Secretaria Municipal. Isso foi feito no Centro de Promoção da Saúde de Belo Horizonte, localizado na Av. Bernardo Monteiro, 831. Todos os profissionais indicados já receberam a primeira dose. A segunda dose foi disponibilizada anteontem, dia 17 de março, estando em andamento a vacinação.

Últimas