Novo Coronavírus

Minas Gerais Lojistas pedem diálogo entre Kalil e Zema para combate à covid-19

Lojistas pedem diálogo entre Kalil e Zema para combate à covid-19

Entidade que representa o comércio de Belo Horizonte diz que fez "sacrifícios" e não pode ser "penalizada por suposta negligência no interior do Estado"

Reabertura do comércio não avança em BH

Reabertura do comércio não avança em BH

Flickr PBH

A CDL-BH (Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte), entidade que representa uma série de estabelecimentos comerciais na capital mineira, pediu que a Prefeitura de BH inicie "imediatamente" o diálogo com o Governo de Minas para um enfrentamento conjunto ao novo coronavírus. 

Expansão da covid-19 no interior e Grande BH pressiona a capital

A entidade se manifestou depois que o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), decidiu não ampliar a reabertura do comércio na capital mineira. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, tanto o prefeito, como o secretário municipal de saúde e infectologistas que têm trabalhado com a prefeitura disseram estar em alerta por conta do aumento da taxa de transmissão do vírus na região metropolitana e no interior do Estado. 

Segundo a CDL-BH, o comércio de Belo Horizonte já vem dando "uma enorme contribuição" ao combate à covid-19 ao respeitar as medidas da prefeitura, como o isolamento social.

"Fizemos um grande sacrifício. A maioria dos estabelecimentos dos setores de comércio e serviços fechou as suas portas e procurou manter os seus empregos. Temos a convicção que tal comportamento foi de fundamental importância para salvar vidas.", diz a entidade, em nota.

Segundo a CDL, o comércio de Belo Horizonte "não pode ser penalizado por uma suposta negligência no combate ao Coronavírus no interior do Estado".

Flexibilização

O aumento da taxa de transmissão da covid-19 nas cidades da região metropolitana e no interior do Estado como um todo pressionou a Prefeitura de Belo Horizonte a não avançar na flexibilização do isolamento social na capital.

Segundo o infectologista Carlos Starling, que integra o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da Prefeitura de Belo Horizonte, municípios dessas regiões têm apresentado taxas de transmissão por contaminado elevadas.

Ipatinga (MG) tem 100% de leitos de UTI ocupados e preocupa governo

O especialista citou as cidades de Itabira (com taxa de transmissão de 11,7), Governador Valadares (5), Uberlândia (5,1), Teófilo Otoni (12), Araxá (20), para ilustrar a expansão da contaminação no interior do Estado. Esse número representa a quantidade de pessoas que um contaminado pelo novo coronavírus é capaz de infectar.

— Temos uma influência de São Paulo e do Rio, que vai progredindo para o interior, região Sul, Triângulo e vai seguindo a Rio-Bahia [BR-116]. Nós recebemos forte influência do interior e, por isso, temos que ser responsáveis com essa flexibilização e botar o pé no freio essa semana.

Últimas