tragédia brumadinho
Minas Gerais Luto em Brumadinho: letreiro da cidade amanhece com sacos escuros

Luto em Brumadinho: letreiro da cidade amanhece com sacos escuros

Plásticos foram colocados nas 10 letras que formam o nome do município; 110 mortos e 238 pessoas desaparecidas

Aguiar Júnior, da Record TV

As 10 letras que formam a palavra Brumadinho, na entrada da cidade, amanheceram cobertas por sacos plásticos escuros na manhã desta sexta-feira (1º), quando o rompimento da mina de Feijão, da Vale, completa uma semana.

O letreiro se tornou uma espécie de local dos protestos contra as mortes e a devastação causadas pelo estouro da barragem de rejeitos de minério. Até o momento, 110 corpos foram retirados da lama e 238 pessoas estão desaparecidas.

Além dos sacos, o letreiro também amanheceu com uma homenagem ao Corpo de Bombeiros. Um boné da corporação foi deixado no local.

Na aba do acessório, duas palavras foram escritas em tinta azul: anjos herois.

R7