Novo Coronavírus

Minas Gerais Mais três cidades de MG pretendem comprar doses da CoronaVac

Mais três cidades de MG pretendem comprar doses da CoronaVac

Prefeituras de Divinópolis, Formiga e Barão de Cocais anunciaram negociações com o Instituto Butantan para receber o medicamento

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Resumindo a Notícia

  • Divinópolis, Formiga e Barão de Cocais também pretendem comprar doses da CoronaVac
  • Ao menos oito cidades em MG negociam para receber o medicamento
  • Prefeitura apostam na compra como "plano b" para campanha de vacinação
  • Municípios ainda não anunciaram data para aplicar as doses
Governo de SP espera vacinar em 25 de janeiro

Governo de SP espera vacinar em 25 de janeiro

Amanda Perobelli/Reuters - 30.07.2020

As Prefeituras de Divinópolis e Formiga, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, e de Barão de Cocais, na Grande BH, anunciaram, nesta terça-feira (29), que pretendem comprar doses da CoronaVac, produzida em São Paulo pelo Instituto Butantan, para imunizar a população contra a covid-19.

O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, assinou o chamado memorando de entendimento, que é o documento que indica ao laboratório a intenção do município em fechar o acordo.

A negociação prevê a compra de 260 mil doses que deverão ser entregues já a partir de janeiro de 2021, “com probabilidade de entregas adicionais em fevereiro e com maior volume a partir de maio de 2021”, explicou a prefeitura em nota.

Durante a manhã desta terça, o prefeito Eugênio Vilela, de Formiga, também anunciou a assinatura do protocolo de intenção de compra de 20 mil doses do medicamento. Segundo o ele, o medicamento deve ser recebido quando ele for autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

“O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, está atuando nesta importante questão, mas este Protocolo garante a compra das vacinas, caso demore a chegada das unidades ao município”, destacou a Prefeitura de Formiga.

No final do dia foi a vez da Prefeitura de Barão de Cocais seguir os mesmos passos. "O objetivo é facilitar a negociação de um acordo definitivo para a aquisição inicial de 20 mil doses da vacina, após aprovação nos órgãos responsáveis", destacou o Executivo Municipal em nota.

CoronaVac em Minas

Com as três cidades da região Centro-Oeste anunciando as negociações, subiu para ao menos sete o número de municípios mineiros que vão aplicar as vacinas produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com a fabricante chinesa SinoVac.

A Prefeitura de Belo Horizonte já anunciou que pretende iniciar a campanha de vacinação com servidores da Saúde um dia após o Estado de São Paulo começar a vacinar, o que está previsto para o dia 25 de janeiro de 2021.

A Prefeitura de Betim também confirmou a compra de 10 mil doses dedicadas aos trabalhadores da Saúde, mas não confirmou a data de aplicação.

No último sábado (26), o prefeito de Itapecerica, Wirley Rodrigues Reis, conhecido como Têko, seguiu o mesmo caminho, assinando o termo de intenção de compra.

“Obviamente o Município também irá acompanhar e executar todo o processo de implementação das fases de imunização a ser proposto pelo Ministério da Saúde, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Mas, visando resguardar a nossa população, especialmente os itapecericanos que fazem parte dos grupos de risco, e após analisar a viabilidade econômica e o interesse público, decidimos dar mais esse passo e não somente aguardar as diretrizes do Governo Federal”, explicou Têko em anúncio.

Estes municípios estão apostando na negociação direta com o laboratório do Governo de São Paulo como um “plano b” para a campanha de vacinação que tradicionalmente é feita pelo Governo Federal. O Ministério da Saúde espera começar a aplicação de doses em todo o pais entre o final de janeiro e o início de fevereiro.

Veja a lista de cidades mineiras que pretendem comprar a CoronaVac:

    1. Belo Horizonte
    2. Barão de Cocais
    3. Betim
    4. Divinópolis
    5. Formiga
    6. Itapecerica
    7. Juiz de Fora
    8. Uberlândia

Últimas