Minas Gerais Marcos Valério é transferido para presídio para cumprir semiaberto

Marcos Valério é transferido para presídio para cumprir semiaberto

Condenado nos mensalões tucano e do PT, Valério ganhou autorização do ministro Roberto Barroso para deixar prisão para trabalhar durante o dia

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, com Ricardo Oliveira, da Record TV Minas

Valério foi levado para Ribeirão das Neves (MG)

Valério foi levado para Ribeirão das Neves (MG)

Reprodução / RecordTV Minas

O empresário Marcos Valério, condenado por participação nos mensalões tucano e do PT, foi transferido para uma penitenciária de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde vai cumprir o restante da pena de 37 anos em regime semiaberto.

Valério conseguiu o benefício de progressão de regime, na última quarta-feira (4), após o ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Superior Tribunal Federal), considerar que ele já cumpriu os requisitos básicos para a mudança na pena. Entre eles, ter bom comportamento e já ter cumprido um terço da pena.

Veja mais: Marcos Valério é inocentado da acusação de ter regalias na prisão

O condenado estava detido na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, também na Grande BH. Nesta sexta-feira (6), o juiz de execuções penais da cidade, Wagner Cavalliere, autorizou a mudança de unidade e o empresário foi transferido para o Complexo Penitenciário Público-Privado no final da noite. Agora, o homem poderá sair do presídio durante o dia para trabalhar.

A pena total de Valério é de 37 anos e cinco meses de prisão pelos crimes de peculato, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Ele foi condenado em 2012, apontado como um dos operadores financeiros do esquema de desvio de verbas públicas conhecido como mensalão do PT.

O empresário também foi considerado culpado no caso do mensalão tucano, que tem relação com desvio de dinheiro público para a campanha de reeleição do então governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.

Últimas