MG adota nova contagem para covid e bate recorde com 149 mortes

Este é o maior número de óbitos confirmados em 24 horas, mas não significa que todos os caso aconteceram no mesmo dia

Minas Gerais tem mais de 135 mil infectados

Minas Gerais tem mais de 135 mil infectados

Kham/Reuters - 29.07.2020

Mais 149 mortes provocadas pela covid-19 foram incluídas no balanço do Governo de Minas, nesta terça-feira (4). Este é o maior número de óbitos confirmados dentro do período de 24 horas até o momento, mas não significa que todos eles ocorreram no mesmo dia.

O salto no número já havia sido alertado pelo secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, nesta segunda-feira (4).

Segundo Amaral, o recorde se deve a uma mudança do sistema que realiza a contagem de casos. Antes, as prefeituras enviavam os dados para a SES (Secretaria de Estado de Saúde) e as notificações só eram registradas após uma segunda checagem do Governo Estadual.

Agora, com a nova plataforma usada, as prefeituras vão lançar as confirmações no site do Governo Federal e os casos serão enviados diretamente para os boletins epidemiológicos publicados diariamente pela SES. Segundo o secretário, mais de 100 casos lançados nesta terça estavam represados nos sistema antigo.

Amaral explicou que o objetivo da mudança é reduzir os atrasos na divulgação das contaminações confirmadas. Há casos que só foram lançados no relatório mais de 90 dias após a morte.

— Vamos ganhar um tempo na notificação. Hoje temos um atraso em média de 10 dias. Com o uso do Sivep-Gripe, teremos um atraso de no máximo 3 dias.

Balanço

Com as 149 mortes, o Estado chegou à 3.043 óbitos pela covid-19 desde o início da pandemia. Segundo o boletim epidemiológico realizado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), nesta terça-feira (4), nas últimas 24 horas foram confirmados mais 1.985 casos da doença. 

Ainda segundo o boletim, Minas chegou à 135.728 infectados pelo vírus desde o início da pandemia.  Já os curados somam 104.939.

Os homens continuam sendo os mais infectados pelo vírus desde o início da pandemia, representando 53%. Além disso, dos 853 municípios mineiros, 813 já tiveram algum morador com teste positivo para a doença, representando 95%.

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Estado é de 66.64%, ou seja, dos 3.740 leitos disponíveis, 2.469 estão com algum paciente.