Coronavírus

Minas Gerais MG anuncia que vai voltar a vacinar gestantes sem comorbidades

MG anuncia que vai voltar a vacinar gestantes sem comorbidades

Doses serão aplicadas após a chegada de novas remessas da Pfizer ou CoronaVac; Prefeitura de BH diz que não foi informada

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Vacinação do grupo estava suspensa desde maio

Vacinação do grupo estava suspensa desde maio

Reprodução / Pixabay

O Governo de Minas Gerais anunciou, nesta sexta-feira (11), que vai voltar a incluir gestantes, puéperas (até 45 dias após o parto), e mulheres em amamentação que não têm comorbidades no grupo prioritário para vacinação contra a covid-19.

De acordo com a SES-MG (Secretaria Estadual de Saúde), o grupo será vacinado quando o Estado receber as próximas remessas dos imunizantes da Pfizer ou CoronaVac, conforme orientação do Ministério da Saúde.

"Este é um público em que, ultimamente, tem sido constatado aumentado na mortalidade e letalidade pelo coronavírus, por isso a decisão do Estado em inclui-las como grupo prioritário”, explicou o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti.

Leia também: Covid-19: UFMG testa efeitos da vacina da Pfizer em gestantes

Desde o início de maio, quando a Anvisa passou a investigar a morte de uma gestante imunizada com AstraZeneca no Rio de Janeiro, só estavam sendo vacinadas as grávidas sem comorbidade que fazem parte de grupos prioritários, como trabalhadores da Educação ou Saúde, sempre, após avaliação de risco feita por um médico.

A reportagem procurou o Ministério da Saúde para saber se houve mudança de orientação, mas aguarda retorno.

A decisão de voltar com o grupo para a fila da vacina em Minas Gerais foi tomada durante reunião do Coes (Centro de Operações de Emergências em Saúde), que reúne gestores do Governo de Minas e dos municípios, nesta tarde. Ainda segundo a SES-MG, o encontro também teve participação da coordenação de Saúde Materno Infantil da Secretaria, do Ministério Público e Defensoria Pública.

Belo Horizonte

Procurada, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que ainda não foi informada sobre a decisão e que, por enquanto, vai seguir vacinando as gestantes e puéperas com comorbidades. A orientação é para o grupo sem doença preexistente continuar a ser imunizado na cidade na próxima segunda-feira (14).

"A Prefeitura aguarda orientação e doses necessárias para vacinar gestantes e puérperas sem comorbidades e reafirma a disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo", destacou a Secretaria Municipal de Saúde de BH.

Últimas