Novo Coronavírus

Minas Gerais MG confirma mais 479 mortes por covid-19 e atinge novo recorde

MG confirma mais 479 mortes por covid-19 e atinge novo recorde

Total de vítimas da doença no Estado chegou a 23.366; Secretaria de Saúde confirmou 11.558 novas infecções do coronavírus

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Ocupação dos leitos está em alerta

Ocupação dos leitos está em alerta

Amanda Perobelli/Reuters - 17.03.2021

Minas Gerais confirmou, neste sábado (27), mais 479 mortes causadas pela covid-19. Este é o maior volume de óbitos confirmados em um mesmo dia pelo Governo Estadual, desde o início da pandemia.

Até então, o recorde era de 374 vidas perdidas, registrado pela SES (Secretaria de Esado de Saúde) na última quarta-feira (24).

Com os novos números, o total de moradores vítimas do coronavírus em Minas Gerais chegou a 23.366. Nas últimas 24 horas, segundo a SES, foram contabilizadas mais 11.558 diagnosticos positivos da doença, elevando para 1.093.539 o número de infectados. O relatório divulgado aos fins de semana não detalha o perfil dos doentes e das vítimas.

Procurada, a SES ressaltou que as 479 mortes não aconteceram, necessariamente, no mesmo dia e justificou que uma falha na plataforma de dados pode ter causado o alto número registrado hoje.

"O recorde é consequência de uma sequência de fatores, entre eles as mudanças nos sistemas oficiais no dia 23 de março, que causou uma instabilidade e impactou no registro de nos últimos dias, gerando um represamento que está sendo corrigido ao longo da semana, e o reflexo do aumento da incidência verificada nas últimas semanas", alegou a pasta.

Todas as cidades do Estado estão obrigadas a seguir até o dia 04 de abril a onda roxa do programa Minas Consciente, a mais restritiva, que prevê toque de recolher e funcionamento apenas dos serviços essenciais.

A medida serve para tentar conter o avanço da pandemia. A ocupação de leitos e o risco de faltar medicamentos para intubação de pacientes preocupam. Neste sábado, 92,37% dos leitos de tratamento intensivo para covid-19 de Minas estavam ocupados.

Últimas