Novo Coronavírus

Minas Gerais MG dá início a ano letivo e espera TJ para começar aulas presenciais

MG dá início a ano letivo e espera TJ para começar aulas presenciais

Secretaria ainda anunciou investimentos de R$ 350 milhões para compra de merenda e pequenas reformas em escolas estaduais

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Secretária anunciou início do ano letivo

Secretária anunciou início do ano letivo

Pixabay

A Secretaria de Estado de Educação anunciou o início do ano letivo para os alunos da rede estadual de ensino em 2021. Os alunos retornam aos estudos na próxima segunda-feira (8), de forma remota, e a pasta aguarda autorização da Justiça para que as aulas presenciais possam retornar. 

A primeira semana de aulas, entre 8 e 12 de março será destinada à recepção e acolhimento aos alunos. A partir do dia 15 de março, os estudantes começam a usar as ferramentas disponíveis no PET (Plano de Estudos Tutorado). A novidade deste ano será a utilização do Google Sala de Aula, uma plataforma da empresa norte-americana que permite o compartilhamento de atividades e até a transmissão de aulas de forma remota. 

Veja: Justiça suspende volta às aulas presenciais em Uberlândia (MG)

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Julia Sant'Anna, o Governo de Minas têm intensificado o diálogo com o Tribunal de Justiça para derrubar uma decisão do ano passado, que impede o retorno às aulas presenciais

Investimentos

Durante uma coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (2), a SEE anunciou, ainda, o aumento no valor destinado à merenda escolar das escolas mineiras. De acordo com a pasta, serão destinados mais R$ 170 milhões para a alimentação dos estudantes dentro das escolas. O valor garantiria o dobro do que cada escola recebe até o momento. 

A secretaria ainda anunciou a destinação de mais R$ 90 milhões para que as escolas possam realizar pequenos reparos estruturais nas unidades e outros R$ 90 milhões que serão distribuídos como premiação para as escolas que cumprirem metas, como o aumento na nota do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). 

Últimas