Coronavírus

Minas Gerais MG deve ter 1ª dose a todos os adultos até outubro, diz secretário

MG deve ter 1ª dose a todos os adultos até outubro, diz secretário

De acordo com secretário de Estado de Saúde de MG, Carlos Eduardo Amaral, até junho devem chegar 6 milhões de doses

Até o momento, 730 mil pessoas receberam a 1ª dose da vacina em Minas Gerais

Até o momento, 730 mil pessoas receberam a 1ª dose da vacina em Minas Gerais

Pedro Gontijo/Imprensa MG

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, afirmou, nesta quarta-feira (10), que todas as pessoas com mais de 18 anos de idade devem estar vacinadas, pelo menos com a primeira dose até outubro deste ano.

A declaração foi dada em uma sessão na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde o secretário presta esclarecimentos sobre a pandemia no Estado e as denúncias de "fura-fila" para servidores da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais).

A estimativa de Amaral considera uma perspectiva de entrega de 100% das doses pela indústria até a data. De acordo com ele, em março, seriam entregues mais 4 milhões de doses, em abril, mais 5 milhões e, em junho, 3 milhões de doses.

- Isso dá 12 milhões de mineiros além dos já vacinados com a 1ª dose. Isso é muito otimista. Mesmo um cenário pessimista, se chegar a 50% das doses, já teríamos 6 milhões de pessoas vacinadas até junho. Se tudo der certo, teria entre setembro e outubro, toda a população vacinada pelo menos na primeira dose.

"Fura-fila"

Carlos EduardoAmaral negou, em plenário, que houve irregularidades no processo de vacinação de servidores dentro da secretaria e que a pasta é considerada um "serviço essencial" de acordo com o Plano Nacional de Imunização.

A denúncia foi trazida em reportagem do R7 no início desta semana. Servidores da área administrativa da pasta, incluindo primeiro, segundo e terceiro escalões foram imunizados e até servidores que atuam em "home-office" foram convocados para a vacinação.

De acordo com o secretário Carlos Eduardo Amaral, o PNI estabelece prioridades de vacinação dentro da pasta.

— Ele fala em, primeiro, para se vacinar linha de frente, efetivamente quem está no CTI, nas UPAs, Samu lidando com a covid. Em seguida, enfatiza que é fundamental preservar o funcionamento dos serviços de saúde. Essa é a logica para vacinar a Secretaria de Estado de Saúde e as secretarias municipais de saúde.

O secretário foi questionado pelo deputado estadual João Vitor Xavier (Cidadania), presidente da Comissão de Saúde da Assembleia e negou que os servidores que estão em teletrabalho, hoje, tenham sido vacinados. Ele também perguntou se era mais importante vacinar esses servidores em "home-office" que os servidores da segurança pública, que estão nas ruas desde o início da pandemia.

— Eles estão em último e só serão vacinados depois de todos [os demais servidores]. Ainda não foram. É importante ter essa clareza. Não considero ninguém mais importante nem menos.

Últimas