Novo Coronavírus

Minas Gerais MG deve ter aulas com revezamento de alunos e sem ventiladores

MG deve ter aulas com revezamento de alunos e sem ventiladores

Conselho Estadual de Educação divulgou o protocolo de segurança que deve orientar as atividades presenciais, embora não haja data para o retorno

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Estudantes deverão manter distanciamento

Estudantes deverão manter distanciamento

Arquivo/Agência Brasil

O Conselho Estadual de Educação divulgou, nesta quinta-feira (17), uma série de recomendações para o retorno das aulas presenciais nas escolas estaduais e particulares de Minas Gerais.

Embora ainda não exista data prevista para o Governo de Minas liberar a volta às salas de aula, o documento vai orientar como deve acontecer a reabertura.

O texto divulgado no Diário Oficial do Estado destaca que nesta fase deverá ser levado em consideração o risco sanitário para a comunidade acadêmica, bem como os possíveis reflexos da pandemia na educação dos alunos.

Para reduzir as chances de proliferação do novo coronavírus, as escolas que forem autorizadas a receber os estudantes presencialmente deverão, entre outras medidas, dar preferência por manter a ventilação natural dos prédios, garantir o distanciamento entre os estudantes e o uso de máscaras para algumas faixas etárias.

O Conselho também recomendou que a direção providencia tapetes sanitizantes que devem ser colocados nas entradas dos colégios, para higienização dos sapatos, além de suspender festas e comemorações dentro das escolas (confira a lista de recomendações abaixo).

O grupo, formado por especialistas da área de educação, identificou seis possíveis modelos de aulas para serem aplicados durante a pandemia, que vão desde aulas 100% presenciais até a combinação de atividades virtuais e presenciais.

O texto deixa a cargo dos gestores públicos a decisão sobre o modelo deverá ser adotado, levando em consideração “as condições da rede de ensino ou mesmo de cada escola”. Veja as opções:

    • Intermitente – consiste na realização de atividades presenciais, em dias determinados;
     
    • Alternado – caracterizado pela divisão dos estudantes, em grupos, que alternam a frequência, no ambiente presencial;
     
    • Excepcional – marcado pelo retorno somente dos grupos de estudantes impossibilitados de acompanhar as aulas, de forma remota;
     
    • Integral – retorno de todos os estudantes às atividades presenciais;
     
    • Virtual – manutenção de atividades pedagógicas não presenciais para as situações em que não é possível ou recomendado o retorno do estudante ao ambiente escolar, por exemplo, como nos casos de alunos integrantes dos grupos de risco;
     
    • Híbrido – combinação de dois ou mais modelos de retorno.

Segundo o Governo de Minas, a equipe da Secretaria de Educação trabalha para definir as melhores estratégias que devem ser adotadas no retorno às atividades, o que ainda não há previsão para acontecer.

Veja algumas das recomendações de segurança:

- Readequação da disposição do mobiliário, nas salas de aula, de modo a assegurar a observância do distanciamento mínimo necessário;

- Adequação do número de estudantes, por sala, considerando a metrgem quadrada de espaço individual;

- Observância do distanciamento mínimo entre funcionários, na secretaria escolar e demais dependências administrativas da escola;

- Estabelecimento de rotinas de revezamento, nos horários de entrada, saída, intervalos e demais deslocamentos coletivos, se necessário, de estudantes, com o intuito de se evitar aglomerações;

- Uso de máscaras, durante as aulas, por parte dos estudantes, lembrando que especialistas não indicam a máscara para crianças menores de 2 anos devido ao risco de sufocamento. Entre as crianças de 2 a 5 anos, o uso deverá ser sob supervisão de adultos;

- Recomendação de que os estudantes não mudem de sala, durante o dia, com exceção das atividades desenvolvidas em ambientes específicos, tais como laboratórios e espaços externos;

- Priorização da ventilação natural dos ambientes, evitando-se, sempre que possível, a utilização de aparelhos de ar-condicionado e ventiladores;

- Demarcação e sinalização de espaços, dentro das escolas, para que os alunos mantenham distância entre si;

- Suspensão de festas, comemorações e demais atividades pedagógicas que gerem aglomeração dos membros da comunidade escolar;

- Contatos físicos, tais como beijos, abraços e apertos de mão deverão ser evitados.

Últimas