Novo Coronavírus

Minas Gerais MG deve ver redução nos casos de covid-19 em 15 dias, calcula governo

MG deve ver redução nos casos de covid-19 em 15 dias, calcula governo

Secretário de Saúde confirma que Estado não registrou um pico da pandemia; equipe estima que o nível de contaminação se mantém estável há 10 dias

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Taxa de ocuoação das UTIs está em 68%

Taxa de ocuoação das UTIs está em 68%

EFE/Joebeth Terriquez

O Governo de Minas Gerais calcula que o número de novos casos diários de covid-19 no Estado deve começar a reduzir em aproximadamente 15 dias.

A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, durante coletiva sobre a pandemia, realizada na tarde desta segunda-feira (27).

Segundo o chefe da pasta, o número de novas notificações, bem como a demanda por internações, se matêm estáveis há 10 dias - o que sinaliza a redução dos casos para meados de agosto.

— Como vários fatores influenciam na pandemia, temos que manter os cuidados para que isso se concretize.

Dados do governo apontam que 68% das UTIs (unidades de tratamento intensivo) estão ocupadas atualmente. Este índice já foi superior a 90%. Nas enfermarias, a ocupação é de 58%.

Nesta manhã, um boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde) indicou que nas últimas 24 horas Minas confirmou 1.147 novos casos e 32 óbitos causados pela covid-19. O total de mortes chegou a 2.461, enquanto o de infectados passou de 113 mil.

Na avaliação da Amaral, é possível afirmar que Minas não teve um pico da pandemia, que é a fase em que uma região apresenta um número de casos muito alto, com sobrecarga do sistema de saúde, seguido de uma redução.

— Nas nossas projeções, entendíamos que poderíamos ter um pico, com estresse maior, mas isto não se concretizou. O que tivemos foi um platô, que faz com que os números venham se mantendo em estabilidade.

Surtos

Durante a coletiva, Amaral revelou que Minas tem atualmente 327 surtos de covid-19, que são locais que registraram três ou mais casos da doença simultaneamente. Os surtos acontecem em 164 cidades do Estado. Quando o governo é notificado sobre este tipo de situação, a Secretaria de Saúde desenvolve ações de combate específicas para aquelas localidades.

— Nosso objetivo é identificar onde está acontecendo isso e evitar que essa transmissão que está restrita a um ambiente se espalhe para a região como um todo.

Últimas