Minas Gerais MG propõe novo modelo de gestão do transporte metropolitano

MG propõe novo modelo de gestão do transporte metropolitano

Governo também abriu consulta pública para receber sugestões da população e melhorar o serviço; veja como participar

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Negociação deve ser concluída em três meses

Negociação deve ser concluída em três meses

Reprodução / Record TV Minas

O Governo de Minas Gerais propôs, nesta terça-feira (19), um novo modelo para a regulação do transporte público que circula na região metropolitana de Belo Horizonte.

O projeto, comandado pela Seinfra (Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade), prevê o cálculo do preço da passagem com base no "custo eficiente" das empresas de ônibus, validado pelo poder público, com ações de incentivo à melhora da qualidade do serviço e reajuste tarifário de acordo com a atualização monetária.

A Seinfra também abriu consulta pública para recolher sugestões da população sobre a melhora do serviço. A participação pode ser feita pelo site da pasta, neste link.

O anúncio do projeto de mudanças foi feito pelo secretário de Infraestrutura e Mobilidade do Estado, Fernando Marcatto. Segundo o representante do governo, os serviços públicos de transporte metropolitano de passageiros precisam de ajustes. De acordo com o secretário, há mais de um ano a pasta trabalha na criação de um novo modelo de regulação do transporte.

Os contratos foram assinados há 15 anos e têm vigência de 30. Agora, eles devem ser revisados e adaptados. As negociações com os empresários do setor devem ser concluídas em até três meses.

De acordo com o governo, a proposta de mudança é construída com o apoio do Sintram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano) e do TCE-MG (Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais). Procurado, o sindicato informou que é favorável à reformulação e vem atuando para contribuir com o procedimento.

Veja a íntegra da nota do Sintram:

"O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano – SINTRAM, é favorável à reformulação dos contratos estabelecidos com as concessionárias do transporte metropolitano, pois acredita que essa mudança pode trazer melhorias ao serviço que é ofertado aos passageiros.

O SINTRAM, junto à entidades representativas, há tempos luta pela implantação do novo marco do transporte, que garanta novas fontes de custeio para as operadoras e segurança jurídica,  pois só deste modo será possível oferecer um serviço de qualidade, com tarifa módica e justa, sem desequilibrar as contas das empresas.

O Sindicato reitera que é e sempre será favorável a todas as mudanças que garantam um serviço acessível e que atenda à todas as necessidades da população."

Últimas