Minas Gerais MG recomenda suspensão de cirurgias eletivas em 6 regiões

MG recomenda suspensão de cirurgias eletivas em 6 regiões

Pedido se aplica a hospitais públicos e privados das regiões Centro, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste e Sudeste

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Cada hospital pode definir se vai ou não suspender as cirurgias eletivas

Cada hospital pode definir se vai ou não suspender as cirurgias eletivas

Gil Leonardi/Imprensa MG

O Governo de Minas Gerais recomendou a suspensão de cirurgias eletivas em seis regiões do Estado. A orientação vale para procedimentos não essenciais e é destinado a prestadores de saúde das redes pública estadual e privada que tenha convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde). 

A indicação não se aplica a cirurgias em pacientes cardíacos ou oncológicos com quadro clínico grave.

De acordo com nota técnica assinada por integrantes da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), a recomendação vale para as regiões Centro, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste e Sudeste. O documento pode ser acessado neste link

Com exceção da região Centro, onde está localizado Belo Horizonte, todas as outras estão na "onda vermelha" do programa Minas Consciente. Nesses locais, a alta incidência de casos de covid-19 fez com que o Governo de Minas recomendasse apenas o funcionamento de serviços considerados essenciais. 

 De acordo com a SES-MG, os gestores municipais e hospitalares têm autonomia para determinar a suspensão das cirurgias eletivas. Dentre os critérios que devem ser considerados estão a ocupação de leitos, disponibilidade de medicamentos e a taxa de mortalidade.

Ocupação de leitos de UTI geral (por região)

Centro: 72%
Jequitinhonha: 64%
Leste: 83%
Leste do Sul: 79%
Nordeste: 69%
Sudeste:  78%

Últimas