MG Record Método da UFMG para identificar variantes é mais barato e rápido

Método da UFMG para identificar variantes é mais barato e rápido

Técnica era usada em casos de sarampo, mas foi adaptada para o estudo do coronavírus; método pode ser usado por laboratórios

O método usado pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) para descobrir a presença da variante Mu em Minas Gerais agora poderá ser usado em laboratórios públicos e privados. A técnica, que é mais barata e rápida, já era usada para investigar casos de sarampo, mas foi adaptada para o estudo do novo coronavírus.

Últimas