Relatório aponta que Vale sabia dos riscos de rompimento de barragem


No dia em que o rompimento da barragem B1, da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, completa oito meses, foi a vez de os auditores do trabalho apontarem que a Vale sabia dos riscos de rompimento da estrutura, que acabou matando 270 pessoas.