Novo Coronavírus

Minas Gerais MG teme aumento de casos de covid com relaxamento da população

MG teme aumento de casos de covid com relaxamento da população

Secretário de Saúde afirma que volta parcial do comércio não significa ter uma vida totalmente normal e pede para moradores ficarem em alerta

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Secretário alerta para aumento de casos

Secretário alerta para aumento de casos

Reprodução / Facebook

O secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, afirmou, nesta terça-feira (5), que teme um aumento descontrolado dos casos de covid-19 no Estado, caso a população abra mão dos cuidados de prevenção contra a doença.

Durante coletiva realizada nesta tarde, Amaral destacou que, embora o governo considere o cenário mineiro controlado, a "epidemia não está acabada".

O secretário voltou a explicar que cada prefeitura pode avaliar se deve ou não reabrir o comércio, de acordo com a realidade local. Apesar disso, o representante da equipe de Zema defende que o isolamento não pode ser deixado de lado totalmente.

— Não temos nenhuma prova que nos próximos 12 ou 24 meses poderemos ter uma vida como antes. Reativar a economia não quer dizer, em hipótese alguma, voltar ao estágio de anos anteriores.

Amaral calcula que, caso os moradores tenham uma "modificação de comportamento muito grande" em meio  à proliferação do coronavírus, o número de contaminados pode voltar a crescer em até 20 dias, provocando um novo pico da doença.

Atualmente, o Governo do Estado especula que Minas Gerais deve registrar o maior número de casos por volta do dia 6 de junho. Para a data, a SES espera registrar 3.000 novas contaminações e que o número de mortos chegue a, aproximadamente, 220. Segundo o chefe da pasta, o pico foi adiado cinco vezes graças às medidas de isolamento social adotadas.

Minas tem, até esta terça-feira, 94 óbitos confirmados e 2.452 pessoas com diagnóstico positivo para a covid-19. O número, no entanto, pode ser até sete vezes maior, conforme mostra pesquisa da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Últimas