MG vai ficar com R$ 250 milhões de multa da Vale por Brumadinho 

Dinheiro será destinado a obras de infraestrutura em sete parques ambientais que ficam no Estado e de saneamento em cidades do interior

Barragem rompeu em janeiro de 2019

Barragem rompeu em janeiro de 2019

Pablo Nascimento / R7 - 25.01.2019

O Governo Federal anunciou, na tarde desta segunda-feira (6), que Minas Gerais vai ficar com os R$ 250 milhões da multa que o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) aplicou à Vale pelo rompimento da barragem de Brumadinho.

O dinheiro terá dois destinos. Os primeiros R$ 150 milhões serão usados na melhoria de sete parques ambientais nacionais que ficam no Estado. Os R$ 100 milhões restantes vão ser aplicados em obras de saneamento em cidades do interior de Minas.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que participou do anúncio do projeto em coletiva realizada na sede do Governo de Minas, em Belo Horizonte, destacou que o dinheiro que sobrar das ações nos parques serão direcionados para os serviços de saneamento e tratamento de lixo.

— Com isto, vamos deixar os parques em condição de visitação, com toda infraesutrura necessária, além de promover treinamento de pessoas e geração de empregos.

Além de Salles, participaram do pronunciamento o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio e o governador de Minas, Romeu Zema (Novo).

Veja a lista dos parques nacionais que serão beneficiados:

- Serra do Cipó;
- Caparaó;
- Grande Sertão Veredas;
- Serra da Canastra;
- Cavernas do Peruaçu;
- Sempre-Vivas;
- Serra do Gandarela.

O rompimento aconteceu em janeiro de 2019, deixando 270 mortos e desaparecidos. Onze vítimas ainda não foram encontradas.