Coronavírus

Minas Gerais Minas vacinou 134 servidores em 'home office' no interior do Estado

Minas vacinou 134 servidores em 'home office' no interior do Estado

Servidores atuam nas Superintendências Regionais de Saúde de 13 cidades; ao todo, 2.680 trabalhadores da saúde foram imunizados

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com Enzo Menezes, da RecordTV Minas

Resumindo a Notícia

  • Lista tem 1.852 nomes de servidores vacinados no interior do Estado
  • Todos os 27 diretores de Superintendências Regionais de Saúde foram vacinados
  • Apenas 75 dos 1.852 nomes são de servidores com mais de 60 anos
  • Relação foi encaminhada para investigação da Assembleia Legislativa
Vacinadas encaminhadas para o interior foram usadas na vacinação de de servidores em teletrabalho

Vacinadas encaminhadas para o interior foram usadas na vacinação de de servidores em teletrabalho

Fábio Merchetto/Imprensa MG

Servidores da saúde em "home office" foram vacinados contra a covid-19 em Minas Gerais. Em uma lista com 1.852 nomes de profissionais que trabalham nas Superintendências Regionais de Saúde, no interior do Estado, 134 constam como em "teletrabalho". Nessa modalidade, os servidores foram liberados do atuação presencial para poderem trabalhar de casa, reduzindo a possibilidade de serem contaminados pela covid-19. 

Os servidores em "home office" que já foram vacinados atuam em cidades como Alfenas, Barbacena, Diamantina, Ituiutaba, Leopoldina, Manhuaçu, Patos de Minas, Pirapora, São João Del Rei, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Uberlândia e Varginha. 

Veja: Saúde de MG alertou prefeituras sobre rigor na fila de vacinação

A lista com os nomes de 1.852 servidores vacinados inclui, ainda, todos os 27 diretores das Superintendências Regionais de Saúde. De acordo com o Governo do Estado, apenas um deles tem mais de 60 anos e apenas nove tinham contato com público externo. Os outros 17 trabalhavam nos escritórios ou em campo, mas sem contato com o público. 

A relação foi encaminhada pelo Governo de Minas para a Assembleia Legislativa na noite desta quarta-feira (17). Os servidores vacinados serão alvo de investigação em uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) aberta pela Casa

Lista

Essa é a terceira lista enviada pela SES (Secretaria de Estado da Saúde) ao Legislativo. A primeira tinha cerca de 500 nomes, mas foi considerada incompleta pela Assembleia e devolvida ao governo estadual.

A segunda tinha a relação de 828 servidores da SES que atuam em Belo Horizonte, inclusive de profissionais do setor administrativo, que trabalham na CIdade Administrativa, sem contato com público externo. Funcionários em "home office" também foram convocados para vacinação. Com isso, já são mais de 2.600 o número de servidores da saúde imunizados contr a covid-19.

Outro lado

Na semana passada, o então secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que, embora o plano de vacinação da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) previsse a imunização de servidores em "home office", nenhum tinha sido, de fato, vacinado já que a fila não teria chegado até eles. 

Em nota, a pasta afirmou que a responsabilidade da vacinação, nesses casos, é de cada prefeitura. E que, nesse momento, só poderiam ser vacinados os trabalhadores da Rede de Frio Estadual, Centrais Regionais de Regulação Assistencial, Farmácias de Minas e Almoxarifado, os que precisam ir a campo e os trabalham presencialmente.

Últimas