Ministro da Ciência conhece pesquisas da UFMG contra covid-19

O ministro esteve em Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira (13) para acompanhar as ações de combate à covid-19 promovidas pela universidade 

Zema e Marcos Pontes se encontraram na UFMG nesta segunda-feira (13)

Zema e Marcos Pontes se encontraram na UFMG nesta segunda-feira (13)

Divulgação/Pedro Gontijo/mprensa MG

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, esteve na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), nesta segunda-feira (13), para acompanhar as ações de enfrentamento ao coronavírus promovidas pela universidade. 

Ao lado da reitora Sandra Regina Goulart, o ministro visitou os laboratórios que estão desenvolvendo pesquisas e também realizando exames diagnósticos em parceria com o Estado. A UFMG tem recebido amostras da Funed (Fundação Ezequiel Dias) e colaborado na força-tarefa para a identificação de pacientes contaminados.

Durante a visita, o ministro afirmou que, no momento, a prioridade do governo federal são os estudos para desenvolver um medicamento para tratamento da Covid-19.

— O isolamento é parte do que temos atualmente de como a gente pode vencer essa fase inicial. O presidente sabe muito bem disso, ele tem falado disso também entre os ministros. É importante que nós, da ciência, possamos trabalhar para encontrar um tratamento para isso e, depois, prevenir com vacinas e um sistema estruturado para respostas futuras.

A reitora da UFMG Sandra Regina Goulart reforçou a importância das ações da universidade, que está na linha de frente de uma série de pesquisas para a criação da vacina e estudos de impactos econômicos e sociais da pandemia, além da produção de álcool em gel para os hospitais públicos.

— É isso que a ciência diz e é isso que precisamos fazer. Estamos aqui  à disposição do governo, do Estado e da sociedade. São mais de 30 projetos, em sete laboratórios que já se adaptaram para a situação. Só a ciência e a educação serão capazes de derrotar esse vírus contra o qual o mundo inteiro está lutando.

Orgulhoso do trabalho realizado pelo instituição, Marcos Pontes pontuou a UFMG como exemplo do uso da ciência para a melhoria da qualidade de vida da sociedade. O ministro permaneceu no campus por duas horas e meia, antes de seguir para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, para outra visita.

*Estagiária do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli