Novo Coronavírus

Minas Gerais Moradores vendem senhas em fila para entrar em agência da Caixa

Moradores vendem senhas em fila para entrar em agência da Caixa

Aglomeração se formou na porta de agência em Ribeirão das Neves onde pessoas aguardavam atendimento para sacar auxílio emergencial

  • Minas Gerais | Garcia Júnior, da RecordTV Minas e Luíza Lanza*, do R7

Aglomeração se formou na porta dos bancos em Neves

Aglomeração se formou na porta dos bancos em Neves

Reprodução/RecordTV Minas

Moradores de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, flagaram, nesta quinta-feira (23), pessoas vendendo lugares nas filas de agências da Caixa Econômica Federal e casas lotéricas. Em todo o país, pessoas fizeram fila em frente a agências da Caixa para poderem realizar saques do auxílio emergencial de R$ 600. 

Segundo a população que estava no local, o preço dos lugares na fila estavam sendo oferecidos por até R$ 200, dependendo do horário. Em vídeo enviado por telespectadores da RecordTV Minas, uma mulher oferece o serviço. 

— Se você quiser eu durmo por você na fila. Para amanhã. Estou dormindo na fila para vender. Por R$ 70. 

Leia mais: Filas em agências bancárias contrariam recomendações

Aglomeração

No bairro Savassi, a aglomeração começou ase formar na noite de quarta-feira (22), quando a população, em fila, aguardava a abertura de uma unidade da Caixa Econômica Federal para realizar o saque do auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal.

Ficais da Prefeitura de Ribeirão das Neves foram chamados ao local para orientar as pessoas quanto aos perigos da covid-19.

O motorista Ângelo Custódio, de 64 anos, chegou às cinco horas da manhã e não conseguiu atendimento.

— Antes de distribuírem as senhas já tinha gente vendendo. É como se a senha já estivesse saindo de lá de dentro com alguém, por que não tem como. 

Resposta

A Caixa Econômica Federal informou que ampliou o horário de atendimento presencial e limitou o fluxo de clientes dentro dos locais para reduzir aglomerações.

A instituição reforçou, ainda, que quase todos os serviços podem ser realizados pela internet, inclusive o agendamento de saques de dinheiro dos programas socias, dos benefícios governamentais e do auxílio emergencial.

O acompanhamento da situação cadastral também pode ser feito pelo telefone 111.

*Estagiária do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas