Novo Coronavírus

Minas Gerais Morre a quarta profissional de saúde de BH vítima da covid-19

Morre a quarta profissional de saúde de BH vítima da covid-19

BH já registrou 4 mortes por covid-19 entre seus profissionais de saúde, sendo três delas na última semana; vítima tinha diversas comorbidades

Mais uma profissional de saúde é vítima da covid-19 em BH

Mais uma profissional de saúde é vítima da covid-19 em BH

Reprodução / Facebook

Morreu, nesta sexta-feira (14), a técnica de enfermagem Shirlene Alves dos Santos, de 53 anos. Ela é a quarta profissional de saúde da rede municipal vítima da covid-19.

Shirlene trabalhava no Centro de Saúde Paraúna, na região de Venda Nova, na capital mineira. De acordo com o Sindibel (Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Belo Horizonte), apesar da  técnica em enfermagem fazer parte do grupo de risco por possuir hipertensão, asma, diabetes e obesidade, ela não teria sido afastada do serviço.

Veja: BH registra 50 novas mortes por covid e queda de ocupação de UTI

Segundo Sindibel, Shirlene trabalhou até o dia 7 de agosto, quando sentir falta de ar. No dia 8 de agosto ela foi internada na Unidade de Pronto Atendimento de Justinópolis e, no dia seguinte, transferida para o Hospital Eduardo de Menezes, onde faleceu na madrugada desta sexta-feira.

Covid na rede de saúde

Shirlene é a  4º profissional de saúde da rede municipal vítima do novo coronavírus. A primeira morte, no dia 26 de julho, foi do ténico em enfermagem Gerônimo Batista Pires, de 53 anos. No dia 7 de agosto, o também técnico em enfermagem José Clélio da Silva, de 54 anos, morreu vítima da covid-19.

O terceiro óbito foi na última quarta feira (12). A enfermeira Josielle Ribeiro Santos, de 37 anos, faleceu após ficar 21 dias internada no Hospital São Lucas.

Resposta da Prefeitura

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde lamentou o falecimento de Shirlene Alves e afirmou que sua contribuição e dedicação serão eternamente lembradas.

De acordo com o Executivo, os profissionais de Saúde com mais de 60 anos, gestantes ou com imunidade baixa estão afastados do serviço desde março. A prefeitura afirmou que tem testado todos os agentes de Saúde com sintomas da covid-19 ou assintomáticos que tenham tido contato com doentes.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas